Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Olaria tira o sono dos vascaínos em semana decisiva na Taça Rio

Fellipe Bastos revela que Ricardo Gomes comandará trabalhos específicos para evitar os erros de domingo

Hilton Mattos, iG Rio de Janeiro |

O Olaria está tirando o sono do Vasco na reta final da Taça Rio. Depois do empate em 2 a 2, domingo, em Macaé, as duas equipes voltam a se enfrentar sábado, às 18h30, no Engenhão, pela semifinal do segundo turno carioca. O resultado trouxe lições marcantes para o time de Ricardo Gomes. Até sexta-feira, último dia de treino antes da partida, os erros cometidos no primeiro tempo serão corrigidos exaustivamente para o time não ser novamente surpreendido.

Na reapresentação desta terça-feira, em São Januário, o treinador reuniu os jogadores no vestiário para uma importante conversa. Algumas observações foram feitas, sobretudo a respeito da velocidade do ataque adversário. O lema, para o próximo compromisso, é eficiência máxima. Qualquer descuido vai custar o fim do jejum de título que já dura sete anos na Série A.

“Acho que jogar contra o Olaria é uma responsabilidade muito grande. Sabemos que se acontecer alguma coisa de errado, a culpa será nossa, a cobrança será muito grande. Vamos para cima deles com todas as nossas armas”, resignou-se Fellipe Bastos.

O meia não revelou o teor da preleção. Prefere o silêncio, para não dar armas ao inimigo. Mas desde já avisa que o Vasco terá atenção especial com o ataque adversário. Vale lembrar que, apesar do empate, o Olaria saiu na frente, com 2 a 0, e o empate só aconteceu graças a um pênalti polêmico sobre Diego Souza, que se atirou na área após leve contado com o goleiro.

“O time deles é muito jovem e muito rápido. No segundo gol, eles rodaram do lado esquerdo para o direito, foram envolventes, tocaram bem a bola. Vamos trabalhar muito para não errar mais”, destacou Bastos.

O time, no entanto, não vai abrir mão da sua forma de atuar. As características serão as mesmas. A diferença para este tira-teima será a atenção redobrada, principalmente na primeira etapa.

“Não fomes bem nos primeiros 20 minutos. O Vasco de sábado será o Vasco que venceu o Náutico, a Cabofriense. ..O Vasco que o torcedor está acostumado a ver”, frisou o meia vascaíno. 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG