Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

"Ofereci R$ 550 mil ao Luís Fabiano mas ele não veio", diz Andrés

Um dia após o anúncio do São Paulo, presidente corintiano desejou felicidade ao atacante que o preteriu

iG São Paulo |

Divulgação
Luís Fabiano já vestiu a camisa do São Paulo
As rusgas entre o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, e o São Paulo, aumentaram depois do anúncio da contratação de Luís Fabiano pelo time do Morumbi. O Corinthians, em janeiro, tentou junto ao Sevilla uma negociação com o atacante da seleção brasileira da última Copa do Mundo, mas o clube espanhol fez piada da proposta de 7 milhões de euros (R$ 16,2 milhões) oferecida pelo clube paulista.

Na sexta-feira o rival corintiano pagou acertou quase o mesmo valor (R$ 17,6 milhões) com os espanhóis e o atacante assinará contrato de quatro anos com o São Paulo. O pagamento do valor ao Sevilla será parcelado durante este período.

Sanchez concedeu entrevista coletiva neste sábado no CT do Parque Ecológico e disse que ofereceu um salário de mais de meio milhão de reais a Luís Fabiano durante as negociações com o atacante. "Ofereci R$ 550 mil ao Luís Fabiano mas ele não

veio. O Sevilla não aceitou nossa oferta de 7 milhões de euros", comentou.

O Sevilla, em janeiro, não aceitou liberar o jogador por quem já havia negado uma proposta de 14 milhões de euros (R$ 32,3 milhões) pela metade desse valor. O Olympique de Marselha apresentou esta proposta ao clube na janela de transferências de julho do ano. A vontade do jogador em voltar para o Brasil e sua recente contusão abriram brecha para que ele se recuperasse no São Paulo.

"Foi uma grande contratação. Se pagaram mais, seja feliz. Ele tem história no São Paulo, mas ele estava tão feliz para ir para o Corinithians como estava para o São Paulo. A vinda dele é importante para o futebol brasileiro", disse Sanchez.

Leia tudo sobre: corinthiansluís fabianosão paulo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG