Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Odone vê Grêmio forte para a Libertadores "com ou sem Ronaldinho"

"Queremos ele desde já, mas é possível que o acerto fique para a metade do ano", admite o presidente

Gazeta |

O meia Ronaldinho Gaúcho já teria se despedido do elenco do Milan e embarcado para o Brasil, conforme noticiou o jornal italiano Gazzetta dello Sport neste sábado. Apesar de ter se declarado otimista por um acerto com o jogador durante o imbróglio entre o brasileiro e o time italiano, o presidente do Grêmio, Paulo Odone, foi cauteloso ao falar sobre o planejamento do clube gaúcho para 2011.

Getty Images
Ronaldinho Gaúcho em partida do Milan
"Queremos Ronaldinho desde já no elenco, mas é possível que o acerto fique para a metade do ano. De qualquer forma, o Grêmio não depende só dele. Temos uma boa base para começar a temporada, e podemos vencer a Libertadores, com ou sem Ronaldinho", declarou Odone, em entrevista publicada no jornal Zero Hora.

Com a iminente liberação de Ronaldinho pelo Milan, que deve ocorrer após uma nova reunião entre seu irmão e empresário, Assis, e o vice-presidente do clube italiano, Adriano Galliani, o Grêmio terá que aceitar as condições do rossonero para contratá-lo. Como o Milan estaria exigindo a quantia de 8 milhões de euros para liberar o brasileiro, o clube gaúcho corre o risco de ser ultrapassado por outras equipes na questão financeira.

Os outros interessados na contratação do meia até aqui são o Palmeiras e o Flamengo, no Brasil, o Paris Saint-Germain, na França, e o Fenerbahce, na Turquia.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG