Tamanho do texto

Novo treinador da equipe carioca conseguiu duas classificações e foi eliminado duas vezes no torneio

Oswaldo de Oliveira foi eliminado em duas Libertadores
Arquivo
Oswaldo de Oliveira foi eliminado em duas Libertadores
Desde que se reestruturou e passou a brigar na parte de cima da tabela, a classificação para a Copa Libertadores virou uma ‘fixação’ da diretoria do Botafogo . Dentro do clube, é consenso geral que a vaga para o torneio ajudaria a divulgar ainda mais o nome do clube no exterior e consolidaria um passo no crescimento do time carioca, que perdeu a chance de disputar o torneio em 2010, na última rodada, e nesta temporada, após chegar com grandes chances na reta final do Brasileirão .

Leia mais: Oswaldo de Oliveira diz que ainda está com a cabeça no Kashima Antlers

E quem comandará a equipe na próxima temporada em busca do objetivo continental é o técnico Oswaldo de Oliveira , que tem justamente na Copa Libertadores uma das suas maiores lamentações na carreira. Como técnico do Corinthians , Oswaldo de Oliveira acabou eliminado duas vezes pelo rival Palmeiras , nas edições de 1999, na quartas de final, e 2000, na semifinal, na partida célebre pela defesa de pênalti do goleiro Marcos no chute de Marcelinho Carioca.

Veja mais: Botafogo sonda zagueiro do Paraná e atacante do Paysandu

Classificar equipes para a competição também não é tarefa rotineira para o ex-técnico do Kashima Antlers. Apenas em 1999, quando venceu o Campeonato Brasileiro com o Corinthians, e em 2000, quando levou o Vasco à final da Copa João Havelange, deixando a equipe antes da decisão com o São Caetano por uma briga com o então presidente Eurico Miranda, Oswaldo conseguiu a vaga para o torneio internacional.

Leia também: Caio Júnior diz que presidente do Botafogo tentou mantê-lo

Em 2001, chegou perto de garantir a vaga, mas o Fluminense acabou eliminado na semifinal do Campeonato Brasileiro em pleno Maracanã, pela ‘zebra’ São Caetano. No ano seguinte, comandando o São Paulo, Oswaldo participou da ótima campanha da equipe na primeira fase, mas o clube acabou eliminado logo nas oitavas de final, pelo Santos de Robinho, Diego, Elano e companhia.

Nos anos seguintes, com Flamengo, Vitória, Santos, Cruzeiro e Fluminense, apenas campanhas medianas no meio da tabela. Agora, no Botafogo, o treinador terá a missão de fazer com que a equipe não bata na trave pelo terceiro ano consecutivo na busca pela classificação ao torneio internacional.

Oswaldo de Oliveira na Libertdores:
- Duas participações (Corinthians em 1999 e 2000): Eliminado nas quartas e nas semifinais
- 13 vitórias, 6 derrotas e 3 empates: Aproveitamento de 63,6% dos pontos
- Duas vagas conquistadas (Corinthians, ao vencer o Brasileirão de 1999, e Vasco, ao levar o time à final da Copa João Havelange, em 2000)