Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Números dão razão a Tite na disputa com Muricy por produtividade

Cada treinador julgou que sua equipe merecia a vitória, mas levantamento mostra que Corinthians foi melhor que Santos

Bruno Winckler, iG São Paulo |

Futura Press
Tite (foto)teve opinião semelhante a de Muricy. Mas e os números?
Neymar foi quase tão produtivo quanto o time do Corinthians inteiro, mas o restante do Santos não auxiliou . De acordo com levantamento do Footstats, os números gerais do clássico são mais favoráveis ao Corinthians . A posse de bola, por exemplo, foi levemente favorável ao time de Tite. Foram 52% para o Corinthians com 48% para o Santos . Os números são da Footstats e estão disponíveis no aplicativo iG Esporte para iPhone e iPad.

Tenha as estatísticas no seu iPhone e faça comparações entre times e jogadores

Tite e Muricy Ramalho julgaram após a primeira partida entre Corinthians e Santos pela final do Campeonato Paulista, que “se fosse para ter um vencedor”, esta equipe seria a treinada por eles. Nada mais óbvio. Cada um defendeu o seu clube após o 0 a 0 no Pacaembu.

“O jogo foi equilibrado, mas se você olhar as chances claras, nós fomos melhor e talvez a gente merecesse mais a vitória”, disse Muricy no vestiário santista. Do outro lado, Tite brincou com o colega e defendeu seu time. “Vamos deixar democraticamente com Muricy defendendo o Santos e eu o Corinthians. Foi um jogo equilibrado, mas o mérito maior foi do Corinthians vencer. Se eu pegar scout e olhar o conjunto que teve, fomos melhor, mas nada extraordinário”, disse o treinador corintiano. E os números dão razão a Tite na análise.

Nas finalizações, o Corinthians também foi superior. Foram 21 tentativas (16 erradas e cinco certas) contra 11 do Santos (6 erradas e cinco certas). O Corinthians acertou uma bola na trave, com Liedson, e o Santos, duas, ambas com Neymar.

Nos cruzamentos na área, o time da casa também teve desempenho razoavelmente melhor que o do time de Muricy. O Corinthians levantou 26 bolas na área santistas (6 certas e 20 erradas) e o Santos, 15 (2 certas e 13 erradas).

Nos desarmes, fundamento em que as duas equipes lideram as estatísticas do Paulistão, o Corinthians também teve um desempenho mais satisfatório em relação ao Santos. Foram 47 tentativas de roubar a bola do Santos com 40 acertos. Já o time de Muricy tentou apenas 18 desarmes, com 14 acertos.

Até nos dribles, marca registrada do time do Santos e de sua garotada atrevida, o Corinthians conseguiu ter um desempenho melhor que o do Santos. Foram 26 tentativas, com 15 acertos. O Santos teve 16 dribles tentados e 11 acertos. Neymar e Liedson, com sete dribles cada um, foram os que mais usaram do artifício para passar pelos adversários
 

Leia tudo sobre: corinthianssantospaulista 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG