Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Novos "copeiros", LDU e La U começam a decidir a Sul-Americana

Coadjuvantes até poucos anos atrás, equatoriano e chilenos decidem título continental a partir desta quinta

Gazeta |

Meros coadjuvantes alguns anos atrás, LDU e Universidad de Chile provaram ao longo da Copa Sul-Americana de 2011 que já têm condições de dar a seus países o posto de protagonistas no continente. Nesta quinta-feira, às 22h15 (de Brasília), em Quito, as duas equipes começam a decidir o torneio continental.

Reuters
Na semifinal da Sul-Americana, os chilenos da La U eliminaram o Vasco

O time equatoriano já pode ser considerado um "novo gigante" do futebol sul-americano. Os títulos da Libertadores de 2008, da Recopa Sul-americana em 2009 e 2010 e da própria Copa Sul-Americana de 2009 credenciariam a LDU como uma das favoritas. Já o clube chileno, que chega à primeira decisão continental de sua história depois de boas campanhas na Sul-Americana de 2009 (eliminação nas quartas de final) e na Libertadores-2010 (quarto lugar), vem sendo apontado como dono do futebol mais vistoso da competição.

"É o pior rival que poderíamos enfrentar porque vem sendo o melhor time da nos últimos anos. Não nos sentimos favoritos. Precisamos nos esforçar o máximo possível no gramado", alertou o volante Marcelo Díaz, da La U, que confia no conhecimento do técnico Jorge Sampaoli para superar os mais de 2.700 metros de altitude que enfrentará no estádio Casablanca, casa da LDU. "Nosso treinador conhece muito bem a equipe deles e espero que a altitude não nos afete".

Para chegar à decisão, a equipe chilena passou por Fênix (Uruguai), Nacional (Uruguai), Flamengo, Arsenal de Sarandí (Argentina) e Vasco sem perder nenhum jogo. Destaque para o atacante Eduardo Vargas, de 22 anos, que é artilheiro do torneio com oito gols e desperta interesse de gigantes europeus, como o Milan.

Já a LDU tem como principal arma o goleador Hernán Barcos, de 27 anos, que já anotou sete gols nesta Sul-Americana. O time do Equador superou - com menos brilho que o oponente desta quinta -, Yaracuyanos (Venezuela), Trujillanos (Venezuela), Independiente (Argentina), Libertad (Paraguai) e Vélez (Argentina).

O principal problema dos mandantes é o grande número de desfalques, fato lamentado pelo técnico Edgardo Bauza. "Da lista de 25 inscritos, temos nove lesionados. Não temos nem 18 jogadores para apresentar", lamentou. "Não importa qual seja o resultado do primeiro jogo, a decisão será na segunda partida", acrescentou, se referindo ao duelo de quarta-feira que vem, no Chile.

FICHA TÉCNICA - LDU-EQU X UNIVERSIDAD DE CHILE

Local: Estádio Casablanca, em Quito (Equador)
Data: 8 de dezembro de 2011 (quinta-feira)
Horário: 22h15 (de Brasília)
Árbitro: Diego Abal (Argentina)
Auxiliares: Hernán Maidana e Diego Bonfá (ambos da Argentina)

LDU: Domínguez; Guagua, Araujo e Calderón; Acosta, Hidalgo, Reasco, Ambrosi e González; Bieler e Barcos.
Técnico: Edgardo Bauza

UNIVERSIDAD DE CHILE: Jhonny Herrera; Osvaldo González, Marco González e Rojas; Rodríguez, Aránguiz, Díaz e Mena; Vargas, Canales e Castro.
Técnico: Jorge Sampaoli

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG