O clube está um caos - Futebol - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Novo presidente do Fluminense alerta: O clube está um caos

O título brasileiro não pode servir para esconder isso. A dívida é mais alta do que esperávamos, afirmou Peter Siemsen

Gazeta Esportiva |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237882853793&_c_=MiGComponente_C

Eleito no último dia 30 de novembro, Peter Siemsen ainda não assumiu a presidência do Fluminense, mas já se declara insatisfeito com a situação financeira do clube, comandado por Roberto Horcades desde 2005.

"A situação financeira do clube é gravíssima e o título brasileiro não pode servir para esconder isso. A dívida é mais alta do que esperávamos, não pode deixar isso acontecer. Contratos assinados recentemente são obviamente prejudiciais ao Fluminense, são desequilibrados, fora da realidade. O clube está um caos", disparou, em entrevista à "Rádio Brasil". 

Siemsen vai assumir o cargo em cerimônia na próxima segunda-feira. O advogado de 43 anos foi responsável por recolocar a oposição no poder e garante já estar tomando medidas para que a situação esteja mais controlada quando assumir - ele fica até 2013.

"A transição exige uma participação muito grande da minha parte. Estou participando de vários acordos nos quais o credor já não confiava mais no clube, que não pagava. Tive que me envolver e acho que isso é importante para que tudo funcione bem e que o futebol continue bem", prosseguiu.

Um dos principais pontos da campanha de Siemsen é a possível construção de um Centro de Treinamento para o clube. A ideia agrada o técnico Muricy Ramalho, que já deu declarações mostrando que não estava totalmente satisfeito com a estrutura do Fluminense.

Leia tudo sobre: fluminense

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG