Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Novo estádio do Grêmio tem obras embargadas

Autoridades encontram irregularidades na construção e no registro de operários, que estão em greve

Gazeta |

Os problemas na construção da Arena do Grêmio se multiplicaram nesta quarta-feira. Além da greve dos operários, iniciada no fim da semana passada, auditores da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Rio Grande do Sul (SRTE/RS) embargaram a obra por tempo indeterminado.

Daniel Cassol/iG
Cozinha de um dos alojamentos não tem fogão nem geladeira

Foram encontradas problemas na segurança dos cerca de 300 trabalhadores contratados pela construtora OAS – a maioria deles é de fora do Rio Grande do Sul. Além disso, alojamentos precários, refeitório sem condições de uso e irregularidades no registro dos trabalhadores foram determinantes para a decisão dos fiscais da SRTE/RS.

A OAS, via assessoria de imprensa, anunciou que não irá se manifestar sobre o caso. A Grêmio Empreendimentos, empresa criada para gerir a obra, divulgou um comunicado em que afirma "estar atenta aos acontecimentos" e "confiar que os prazos continuarão a serem cumpridos".

O estádio é para ser entregue ao final de 2012. Pelo cronograma inicial, não haveria trabalho durante o Carnaval.

Sem trabalhar desde a última sexta-feira, os operários ainda reivindicam aumento de 10% nos salários e folga de três em três meses para visitarem as famílias. Outras nove solicitações foram aceitas pela empresa. Nova reunião entre as partes está marcada para esta quinta-feira.

Leia tudo sobre: GrêmioCopa 2014

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG