Jogador está no Brasil e aguarda definição de qual será o novo clube. Grêmio e Flamengo são os favoritos

Reuters
Ronaldinho deixou Milan em Dubai e já chegou ao Brasil, onde deve jogar em 2011
Ronaldinho pode ser anunciado no início da semana, é o que esperam Grêmio e Flamengo. O problema é definir qual dos dois vai levar o Gaúcho. Ronaldinho foi liberado da concentração do Milan em Dubai e chegou na noite de sábado a São Paulo, pode ir ao Rio de Janeiro onde está o irmão e empresário Assis, ou a Porto Alegre, para ficar com o restante da família. Tanto gaúchos como cariocas estão confiantes em um acerto com o jogador.

O Grêmio foi o primeiro a tentar a volta de Ronaldinho ao Brasil, os dirigentes passaram o ano todo monitorando a situação do jogador, até que perceberam que existia a possibilidade de retorno, após uma conversa com Assis e quando ouviram de Ronaldinho que ele tinha vontade de voltar ao estádio Olímpico.

O principal empecilho é a falta de dinheiro. O Grêmio não tem condições de pagar os mais de 17 milhões de reais pedidos pelo Milan. O clube busca parceiros que ajudem a bancar o salário e espera que Assis consiga negociar com o Milan uma redução na multa rescisória. Mesmo assim, o Grêmio se mantém confiante.

“Pelo que sei, desde o início, a opção do Ronaldinho é o Grêmio. Falta apenas acertar a liberação com os italianos”, revela um influente conselheiro do clube.

O Flamengo entrou depois nas negociações, mas, aparentemente, em melhores condições financeiras. O clube teria empresas parceiras para bancar a chegada e permanência do craque. Entre elas, a fornecedora de material esportivo Olympikus. A diretoria do clube carioca manteve contato com Assis, durante a permanência do empresário no Rio de Janeiro.

Assis chegou esta semana ao Rio, onde passou as festas de fim de ano e onde vem conversando com o vice presidente do Milan Adriano Galliani. O empresário prometeu que o futuro do jogador deve se definir até o dia 4 (próxima terça-feira). Grêmio e Flamengo ficam na expectativa e jogam suas últimas cartadas.

Clubes do exterior parecem ficar em segundo plano no momento, mas não podem ser descartados. Paris Saint-Germain (França), Fenerbahce (Turquia), Los Angeles Galaxy (Estados Unidos), Manchester City (Inglaterra) e Bologna (Itália) são alguns dos interessados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.