Ao bater os galeses do Cardiff, a equipe inglesa garantiu antecipadamente uma vaga na Liga Europa da próxima temporada

O Liverpool sofreu, mas conseguiu superar o Cardiff na final da Copa da Liga Inglesa 2011/2012 e garantiu o título da competição pela oitava vez na história. A partida, disputada no estádio de Wembley na tarde deste domingo, terminou empatada por 1 a 1 no tempo normal.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O Liverpool conseguiu passar à frente na prorrogação, mas o Cardiff correu atrás do empate e levou a partida para os pênaltis. Na disputa, os Reds levaram a melhor e venceram a equipe do País de Gales por 3 a 2.

Acompanhado dos demais jogadores do Liverpool, o capitão Gerrard ergue a taça em Wembley
Getty Images
Acompanhado dos demais jogadores do Liverpool, o capitão Gerrard ergue a taça em Wembley

Com o resultado, além de continuar detendo a marca de maior campeão da Copa da Liga, agora com oito títulos, três a mais do que o Aston Villa, que venceu a competição em cinco oportunidades, a equipe inglesa garantiu antecipadamente uma vaga na Liga Europa.

Leia também: Arsenal busca virada incrível e goleia o Tottenham por 5 a 2

O Jogo
O Cardiff abriu o placar aos 19 minutos da primeira etapa, com gol do meia-atacante Mason, que recebeu passe de Miller e superou o goleiro Pepe Reina. O time galês conseguiu manter a vantagem no placar durante todo o primeiro tempo da partida.

E ainda: Gerrard pode deixar seleção inglesa após a Euro 2012

No retorno do intervalo, os Reds acordaram na partida e conseguiram chegar ao empate aos 15 minutos, com gol do zagueiro Skrtel. Após cobrança de escanteio de Carrol, Suarez cabeceou e a bola explodiu na trave, aproveitando o rebote, Skrtel chutou rasteiro, igualando o marcador.

Os últimos 30 minutos do tempo normal foram os mais emocionantes da partida, com o Liverpool disposto a garantir a vitória, mas parando na zaga do Cardiff. Os cinco minutos finais foram marcados por boas finalizações das duas equipes, com destaque para a chance do uruguaio Suarez, que recebeu sozinho, mas chutou para fora, e para o chute de Muller, que foi pra fora, por cima do travessão.

Veja também: Na primeira convocação de Pearce, Gerrard volta à seleção inglesa

A pressão exercida pelas duas equipes no fim do segundo tempo não continuou durante a prorrogação. Demonstrando sinais de cansaço, tanto Liverpool quanto Cardiff tentavam finalizar, embora sem sucesso. No entanto, o time da terra dos Beatles conseguiu passar à frente no início da segunda etapa da prorrogação.

O holandês Kuyt comemora com Suárez ao marcar o segundo do Liverpool, já na prorrogação
Getty Images
O holandês Kuyt comemora com Suárez ao marcar o segundo do Liverpool, já na prorrogação

Aos cinco minutos, Kuyt, que entrou na partida no lugar de Carroll, aproveitou o rebote e chutou forte para o gol de Heaton, marcando o segundo do Liverpool. No entanto, o Cardiff não se deu por vencido e pressionou o Liverpool até o último minuto, e conseguiu igualar o placar novamente aos 13 minutos, com Turner, levando a partida para os pênaltis.

A disputa de penalidades foi marcada por uma série de cobranças perdidas. O Liverpool desperdiçou as duas primeiras, com Gerard e Adam, mas Kuyt, Downing e Johnson converteram e garantiram a vitória por 3 a 2, já que o Cardiff marcou apenas com Cowil e Whittingham, e desperdiçou os outros três com Miller, Gestede e Gerard.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.