Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Nos acréscimos, Ceará derrota o São Paulo pela Sul-Americana

Equipe paulista saiu na frente, mas Marcelo Nicácio fez o gol da virada aos 48 minutos do segundo tempo

Mário André Monteiro, iG São Paulo |

Jogando em casa, o Ceará conseguiu uma boa vitória de 2 a 1 sobre o São Paulo na estreia das equipes na Copa Sul-Americana , e levou para o Morumbi a vantagem do empate para seguir na competição. Depois de ver Rivaldo abrir o placar, a equipe da casa virou com gols de Rudnei e Marcelo Nicácio, este último aos 48 minutos do segundo tempo, para delírio do público que lotou o estádio Presidente Vargas.

Siga o iG São Paulo no Twitter

Sem o meia Lucas, que foi convocado para a seleção brasileira, mas não entrou em campo na derrota diante da Alemanha no amistoso desta quarta, o São Paulo teve mais uma baixa antes do jogo. Com dores na coxa, o atacante Dagoberto, artilheiro do time na temporada, ficou como opção no banco de reservas. Fernandinho entrou no seu lugar.

Entre para a Torcida Virtual do São Paulo e convide seus amigos

O primeiro tempo da partida foi bastante movimentado e com diversas chances de gols para ambos os lados. Depois de um milagre de Rogério Ceni, o São Paulo abriu o placar no contra-ataque, com Rivaldo. Um minuto antes do intervalo, o Ceará igualou o marcador com um belo gol de Rudnei. O volante recebeu cruzamento de Osvaldo e mandou para o fundo das redes de letra.

As coisas ficaram complicadas no segundo tempo para os visitantes com a saída de Rhodolfo, que nem voltou do intervalo por conta de um problema muscular. Adilson Batista então colocou Jean na partida e improvisou Denilson na zaga ao lado de João Filipe. Mas logo aos dois minutos, o camisa 15 fez uma falta, levou o segundo amarelo e foi expulso. Na segunda improvisação, Iván Piris foi o escolhido para jogar no miolo da defesa.

Mesmo com um a menos, o São Paulo conseguiu segurar a pressão cearense até o fim do jogo, quando Nicácio estufou as redes de Rogério Ceni para decretar o 2 a 1. A partida de volta será em 24 de agosto, no Morumbi.

O jogo
A partida começou em um ritmo alucinante, com as duas equipes buscando o gol. O primeiro lance de perigo aconteceu logo aos seis minutos, na cabeçada de Fabricio, do Ceará, mas Rogério Ceni fez ótima defesa e mandou para escanteio. No minuto seguinte, Fernandinho puxou contra-ataque, tabelou com Juan e saiu cara a cara com o goleiro Diego. O atacante, porém, finalizou em cima do arqueiro adversário.

Antes dos dez minutos, cada time ainda teve uma chance para marcar. O rápido Osvaldo fez boa jogada pela direita, limpou a marcação e chutou forte para firme defesa de Ceni. A resposta são-paulina veio com Cícero, que escorou de cabeça um cruzamento de Wellington, mas a bola saiu por cima do gol do rival. O meia tricolor apareceu de novo aos 15 minutos em um lindo lance de bicicleta. Entretanto, o chute no meio do gol foi defendido por Diego.

Aos 22 minutos, o centroavante Roger recebeu cruzamento livre na pequena área e mandou para o gol. O goleiro Rogério Ceni apareceu mais uma vez e fez milagre, evitando o gol cearense. No contra-ataque, Juan lançou Fernadinho em profundidade, o atacante invadiu a área pela esquerda e cruzou para Rivaldo abrir o placar para o São Paulo.

Vipcomm
Denilson foi expulso e prejudicou o São Paulo
Depois do gol dos visitantes, a partida ficou morna, mas com o Ceará tendo mais volume de jogo e ocupando o seu campo ofensivo. Egídio, em cobrança de falta, e Roger, chutando forte da direita, tiveram boas oportunidades para empatar, mas quem marcou foi Rudnei. No último minuto do primeiro tempo, o volante entrou na área, aproveitou passe de Osvaldo e, de letra, tirou a bola do alcance de Rogério: 1 a 1 e intervalo de jogo.

Logo no início do segundo tempo, as coisas ficaram complicadas para o São Paulo. Com dores, Rhodolfo foi substituído por Jean. Assim, Adilson Batista mandou Denilson para a zaga. Mas o volante fez uma falta dura aos dois minutos e foi expulso por ter levado o segundo amarelo.

Com dez em campo, os visitantes se preocuparam em defender e sair nos contra-ataques. Mesmo com um a menos, o time paulista criou duas boas chances para desempatar. Na primeira, Fernandinho invadiu a área livre, mas na hora de finalizar, foi travado pela marcação que chegou na hora H. Depois, Wellington fez boa jogada na frente do gol, mas adiantou demais a bola, que ficou com o goleiro Diego.

Depois de pressionar o São Paulo, mas sem concluir com efetividade a gol, o Ceará chegou pela primeira vez aos 28 minutos. Marcelo Nicácio recebeu cruzamento na pequena área e dividiu a bola com Rogério Ceni e Piris. A bola saiu caprichosamente rente à trave adversária.

O lance animou os anfitriões, que partiram com tudo em busca da virada. E Rogério Ceni apareceu outras três vezes para salvar a sua equipe. Aos 30, o goleiro defendeu no ângulo um chute venenoso de Michel e, minutos mais tarde, depois de um bate-rebate danado na área tricolor, o camisa 1 se antecipou aos atacantes do Ceará e afastou o perigo com os pés.

No fim, porém, o arqueiro nada pôde fazer para evitar o segundo gol do Ceará. Depois de mandar uma bola na trave, Marcelo Nicácio pegou o rebote e encheu o pé para decretar o triunfo dos donos da casa.

FICHA TÉCNICA
CEARÁ 2 x 1 SÃO PAULO

Local: Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza (CE)
Data: 10/08/2011, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (Fifa-DF).
Assistentes: Dibert Pedrosa Moises e Rodrigo Pereira Jóia (ambos RJ)
Cartão amarelo: Denilson, Juan, Fernandinho, Rogério Ceni (SP)
Cartão vermelho: Denilson

GOLS:
SÃO PAULO: Rivaldo, aos 22' do 1º tempo
CEARÁ: Rudnei, aos 45' do 1º tempo; Marcelo Nicácio, aos 48' do 2º tempo

CEARÁ: Diego, Boiadeiro (Washington), Fabrício, Diego Sacoman e Egídio; Michel, Heleno, Rudnei e Felipe Azevedo; Osvaldo e Roger (Marcelo Nicácio). Técnico: Vagner Mancini.

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Piris, João Filipe, Rhodolfo (Jean) e Juan; Denilson, Wellington, Carlinho Paraíba, Rivaldo (Henrique Miranda) e Cícero; Fernandinho (Marlos). Técnico: Adilson Batista.

Leia tudo sobre: São PauloCearáCopa Sul-Americana 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG