Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

No Vasco, medalhão não ganha vaga no grito

Ricardo Gomes avisa que jogador com nome terá de comprovar dentro de campo que merece ser titular

Hilton Mattos, iG Rio de Janeiro |

Com a chegada de reforços, o técnico do Vasco, Ricardo Gomes, terá uma enorme dor de cabeça pela frente. Jogadores como Elton, Leandro e Diego Souza (deve ser apresentado na segunda-feira) chegam com status de medalhão. Há, no entanto, atletas de menos visibilidade no elenco, mas que vêm enchendo os olhos do treinador. No decorrer das competições que terá pela frente, o técnico perderá algumas noites de sono até achar a melhor formação. De antemão, Ricardo Gomes deixa claro que as vagas serão conquistadas no campo. Nome, com ele, não ganha jogo.

“Aqui ninguém ganha no grito. Não é porque tem nome que chega para ser titular. Comigo não tem isso”, afirmou o comandante vascaíno. “As posições serão conquistadas no dia a dia, nos treinamentos”, completou.

Ricardo Gomes tem experiência no assunto. Dirigiu no mesmo time jogadores como Romário, Edmundo, Roger e Ramon (Fluminense, em 2004) e Diego e Robinho (Pré-Olímpico, no mesmo ano). Não é fácil lidar com tantos craques. Mas, como líder, a última palavra será sempre a sua.

“Hoje, por exemplo, tem jogadores ganhando espaço. Jogará quem estiver melhor. O importante é ter um elenco forte que me possibilite mexer na equipe e que o jogador que estiver entrando possa manter a desenvoltura. Estou mais perocupado com o conjunto".

Maurício Val / Fotocom.net
Com a chegada de reforços, Ricardo Gomes terá uma enorme dor de cabeça pela frente

 

Leia tudo sobre: VascoRicardo Gomes

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG