Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

No Vasco, Diego Souza repete dilema de jogar adiantado na quinta

No momento em que voltava a se firmar no meio, camisa 10 vai atuar novamente improvisado no ataque

Hilton Mattos, iG Rio de Janeiro |

Fotocom
Contra o Atlético-PR, Diego Souza vai jogar adiantado ao lado de Eder Luis
Diego Souza sofreu na pele o tom das críticas da torcida e a sinceridade do técnico Ricardo Gomes. Contratado com o fardo de vestir a camisa 10 do Vasco, o meia tinha marcado apenas um gol pelo time de São Januário. Foi na estreia, na vitória de 2 a 0 sobre o Botafogo, pela Taça Rio. Desde então, amargou um jejum que teve fim no empate em 2 a 2 com o Atlético-PR, quarta-feira, em Curitiba, pela Copa do Brasil. Além de balançar a rede, o jogador fez sua melhor apresentação com a camisa cruzmaltina. Só que no jogo de volta, quinta, em São Januário, valendo vaga na semifinal, ele voltará a atuar como atacante.

Siga o iG Vasco no Twitter: saiba tudo sobre seu time 

Diego vai jogar adiantado, ao lado de Eder Luis. O meia substitui Alecsandro, suspenso por fazer caretas na comemoração do seu gol contra o rubro-negro paranaense. Foi uma homenagem ao pai, o ex-jogador Lela, ídolo do Coritiba nos anos 80, mas o árbitro interpretou como provocação. O técnico Ricardo Gomes preferiu manter Elton, especialista na posição, no banco de reservas. Para Diego, será um desafio. O meia terá de se adaptar ao ataque justamente no momento em que volta a ganhar confiança. 

“Vou procurar fazer bem aquela referência na frente. Não sou um centroavante, mas para jogar no Vasco, vou atuar em qualquer posição. Estou feliz aqui e quero ajudar”, disse Diego, lembrando a atuação no clássico com o Botafogo. “Quero estar daquele jeito. Naquele padrão, para melhor. Sei que posso render mais, então vou me esforçar ao máximo para buscar essa classificação”. 

Na Arena da Baixada, o jogo terminou empatado. Se o placar se repetir, a vaga será decidida nos pênaltis. Empate acima de três gols classifica o time paranaense. Algumas escritas cercam o duelo. O Atlético-PR nunca venceu o Vasco em São Januário. Outro retrospecto favorável ao time carioca são os números do confronto. Em 38 partidas disputadas, o cruzmaltino venceu 21

Para evitar ser surpreendido em casa pelo adversário, Diego Souza avisa que o Vasco terá a iniciativa de ir para o ataque, mesmo com a vantagem a seu favor. 

“Vamos jogar dentro de casa, quem manda aqui somos nós. Aconteceu o pênalti no fim do jogo lá em Curitiba (o Vasco vencia por 2 a 1 até os 43 minutos do segundo tempo), mas o importante foi a postura do time na Arena. Sabemos que será um jogo difícil, mas a gente teve muita personalidade lá dentro e teremos em São Januário”.

Leia tudo sobre: vascocopa do brasil 2011diego souza

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG