Tamanho do texto

Meia enfrentou o adversário de quarta-feira no Brasileiro quatro vezes: foram duas vitórias e dois empates

Diego Souza lembra que na Copa do Brasil, jogadores de frente marcaram muitos gols
AE
Diego Souza lembra que na Copa do Brasil, jogadores de frente marcaram muitos gols
Quarta-feira, no Pacaembu, o Vasco enfrenta o Corinthians , pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Para um jogador, em especial, o clássico traz boas lembranças. O meia Diego Souza , que durante três anos defendeu o Palmeiras , se recorda dos confrontos contra o rival do Parque São Januário. Se valer a escrita, ele espera sair de campo sem derrota. O jogo pode marcar a estreia de Juninho Pernambucano pelo clube de São Januário .

Siga o iG Vasco no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Em quatro duelos contra o líder do Brasileiro, Diego não experimentou a sensação de perder o disputado clássico paulista. "Venci duas vezes, em 2008 (1 a 0) e 2009 (3 a 0), e empatei outros duas, 1 a 1 e 2 a 2, em 2009. Em 2010, eles venceram, mas eu já tinha saído. Sempre dei sorte contra o Corinthians", contou o camisa 10.

Entre para a Torcida Virtual do Vasco e convide seus amigos

Mas, para este compromisso, Diego pede cautela. Afinal, o time paulista lidera a competição. Jogar no Pacaembu, adverte o jogador, não será uma tarefa simples, principalmente diante de uma equipe embalada pela goleada de 5 a 0 sobre o São Paulo .

Diferentemente da Copa do Brasil, os homens de frente têm passado em branco no Brasileiro. Diego afirma que os meias e os atacantes não estão abalados com o jejum. Por enquanto, eles têm crédito pelo que fizeram na Copa do Brasil .

"Isso acontece. Ainda bem que está acontecendo agora, no começo do Brasileiro, porque no momento que mais preciosu, na Copa do Brasil, a gente fez bastante gol e fomos campeões. A bola não tem entrado, mas o importante é que a gente tem criado muitas chances, o time está com volume, só que a bola não está entrando. Uma hora a gente corrige isso".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.