Atacante se inspira nas partidas em que os atacantes do Atlético-MG marcaram três vezes no maior rival

Segunda contratação mais cara do Atlético-MG na temporada 2011, o atacante André já marcou três gols em sete partidas com a camisa alvinegra. Poupado da partida contra o Botafogo pela Copa Sul-Americana, o centroavante atleticano está inteiro para jogar o clássico deste domingo , contra o Cruzeiro , às 18h, na Arena do Jacaré.

Veja a classificação e a tabela de jogos do Brasileirão

Na sua estreia em clássicos mineiros, André quer fazer o que sabe: gols. ““Clássico é jogo que todo mundo quer jogar, ainda mais atacantes. A fase que a gente vem passando, mas não só eu como todos estão com vontade grande de fazer gol”, disse o atacante atleticano, que esbanja confiança e revela até ter uma comemoração especial. “Tem, já pensei, sim. É melhor não falar ainda”.

Durante a semana o presidente Alexandre Kalil admitiu que a saída do atacante Obina foi um erro brutal de sua gestão. Segundo o presidente atleticano, ele foi induzido ao erro de liberar o artilheiro do Atlético-MG em 2011, que agora está no Shandong Luneng, da China.

Siga o Twitter do iG Atlético-MG e receba notícias do time em tempo real

nullEntre para a Torcida Virtual do Atlético-MG e convide seus amigos

Contratado para suprir a carência ofensiva do Atlético-MG com as saídas de Obina e Diego Tardelli , André quer fazer Alexandre Kalil mudar de ideia. Para isso o camisa 90 do time alvinegro não esconde o desejo de repetir o desempenho dos centroavantes anteriores no clássico. Ano passado Obina marcou três vezes contra o Cruzeiro , já no Mineiro foi a vez de Diego Tardelli fazer o hat-trick .

“O Obina também fez três gols, então tem de se espelhar nesses números. Está todo mundo louco para fazer gol e ajudar o Atlético, e eu não sou diferente, quero fazer os gols e ajudar o time a sair dessa situação”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.