Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

No Palmeiras, Luan quer disputar sua primeira final na carreira

Atacante está emprestado por time francês e, se vencer o Goiás nesta quarta, chegará à decisão da Copa Sul-Americana

Danilo Lavieri, iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237859666986&_c_=MiGComponente_C

Luan ganhou a confiança de Felipão. Nos últimos jogos, o atacante tem sido titular absoluto do treinador e ganhado diversos elogios pela sua vontade em campo. Se vencer o jogo desta quarta-feira contra o Goiás, o jogador, que tem 22 anos, chegará à primeira final na sua carreira. Ele mostra que entendeu o discurso de Felipão e pede muita cautela contra o time rebaixado neste Brasileirão.

"O Goiás tem um time experiente e já provou que sabe atuar como visitante. Mas eu vou fazer de tudo para vencer e chegar em minha primeira final como jogador profissional. Quero fazer história no Palmeiras, e para isso acontecer, quero continuar superando os obstáculos na Copa Sul-Americana", disse o atleta ao site oficial do clube.

Luan não teve um bom começo no Palmeiras. Chegou a ser vaiado pela torcida e a amargar várias partidas no banco de reserva. Hoje, com a posição assegurada, o atacante comemora a sequência de jogo e explica que a falta de uma pré-temporada o atrapalhou.

Emprestado pelo Tolouse (França) até julho de 2011, Luan também comemora o apoio que teve de Felipão e fala que ainda pode apresentar um futebol melhor do que o torcedor vê atualmente.

"Eu não fiz pré-temporada na França e as pessoas às vezes se esquecem disso. Quando vim para o Brasil, voltei sem ritmo nenhum de jogo e senti bastante. Mas o Felipão já sabia disso e sempre me deu força, passou confiança e deixou claro que aos poucos eu voltaria a apresentar o meu verdadeiro futebol. Creio que ainda não estou no meu ideal e posso melhorar ainda mais. Com dedicação, garra e vontade, sei que vou chegar lá", disse o atacante.

Apesar de ser atacante, Luan tem ganhado destaque na marcação que exerce, principalmente, nos laterais. Ele auxilia sempre o jovem Gabriel Silva, que se tornou um professor na arte de roubar bolas dos adversários.

"O Felipão pede para eu acompanhar os laterais de ponta a ponta e acho que tem dado certo. O Gabriel Silva atua junto comigo e tem me ajudado e orientado também. Tenho procurado marcar em todos os lances possíveis e chegar forte no ataque. Espero que contra o Goiás eu consiga ter uma grande atuação", finalizou.

Luan fará companhia a Kleber no ataque. O time que entra em campo contra o Goiás nesta quarta-feira não tem novidades em relação ao que jogou a primeira semifinal. Deola; Márcio Araújo, Maurício Ramos, Danilo e Gabriel Silva; Edinho, Marcos Assunção, Tinga e Lincoln; Kleber e Luan.

Leia tudo sobre: copa sul-americanafutebolpalmeiras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG