Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

No Mundial, Neymar inicia o projeto para "roubar" coroa de Messi

Duelo entre argentino e brasileiro é a atração do torneio que começa nesta quinta. Antes, Santos e Barcelona precisam vencer semi

iG São Paulo |

AE
Neymar vai ficar no Santos até 2014 com salário milionário. Melhor do mundo no Brasil?
"O Messi é melhor, tanto no videogame, quanto na vida real”. A frase é de Neymar, poucos dias antes de embarcar para o Japão, palco a partir desta quinta-feira do Mundial de Clubes com a participação de Barcelona e Santos. O momento de humildade do santista vai à prova porque o duelo com o argentino, melhor do mundo desde 2009, é a atração do torneio – antes espanhóis e brasileiros precisam vencer seus jogos na semifinal, contra rivais ainda não definidos.

A tabela: veja os jogos do Mundial de Clubes

Não será em 2011 que Neymar, 19 anos, desbancará Messi, 24, e conseguirá algo inédito, que é ser o melhor do mundo atuando fora da Europa. A Fifa divulgou na segunda-feira que o argentino, Cristiano Ronaldo e Xavi (este também do Barça) são os finalistas do prêmio que será entregue em Zurique, em janeiro (Neymar estava entre os 23 escolhidos em uma pré-lista, algo também raro de acontecer).

Os rivais: Veja as armas dos possíveis adversários do Santos

No Japão esse projeto pode começar a sair do papel - uma vitória em uma eventual decisão, com show do camisa 11, o deixará muito mais conhecido para treinadores e jogadores de seleções de países, que pouco vêem futebol fora do que acontece na Europa e que votam no prêmio da Fifa.

Na temporada, os números de Messi são melhores: ele fez 65 jogos e marcou 55 gols, uma média de 0,84 por partida. Neymar jogou um pouco menos, 58 vezes, principalmente porque foi poupado de várias partidas do Campeonato Brasileiro. Fez 30 gols, ou 0,51 cada vez que entrou em campo.

“Se comparar individualmente Messi e Neymar, o Neymar vence. Ele chuta com as duas pernas, dribla e sai para os dois lados", disse Pelé, também pouco antes de o Santos embarcar para o Japão.

1 a 0 Messi

AP
Messi deve faturar em janeiro prêmio de melhor do mundo pela terceira vez seguida
Na única vez em que estiveram frente a frente, Messi levou a melhor. Foi no amistoso entre Argentina e Brasil, em novembro de 2010, na cidade de Doha, no Catar. O gol do argentino, aos 46 minutos do segundo tempo, fez a seleção brasileira sofrer a primeira derrota sob o comando de Mano Menezes. O jogo ficou marcado na verdade como o duelo entre Messi e Ronaldinho Gaúcho, já que Neymar ainda não era a sensação que é atualmente. Com a camisa 11, Neymar começou jogando, mas foi mal.

Em 2010, o confronto esperado na final do Mundial de Clubes, disputado em Abu Dhabi, não aconteceu.  O Internacional brasileiro perdeu a semifinal para o Mazembe, da República Popular do Congo, e pela primeira vez a decisão não foi entre Europa e América do Sul – a Inter de Milão acabou campeã. Com todo o projeto de marketing voltado para o duelo Messi x Neymar, para a Fifa não seria ideal uma zebra na semifinal.

A partir das 8h45 (de Brasília) desta quinta-feira, os donos da casa Kashiwa Reysol enfrentam o Auckland City (Nova Zelândia). O Santos entra direto na semifinal, e joga dia 14 de dezembro, contra rival ainda não definido. O Barcelona vai a campo dia 15.
 

Leia tudo sobre: NeymarMessiMundial de ClubesSantosBarcelonafutebol mundial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG