Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

No "jogo do século", Santos tenta repetir no Japão sucesso brasileiro

Santistas desafiam lógica contra o poderoso Barcelona de Messi na final do Mundial, algo que outros times já fizeram em Yokohama

Samir Carvalho, enviado iG a Yokohama |

Futura Press
Esquadrão santista que vai para cima do Barça: Borges, Ganso, Neymar e Elano
Após meses de espera enfim chegou o duelo "do século". O Santos entrará em campo diante do Barcelona, da Espanha, neste domingo, às 8h30 (de Brasília e 19h30 horário local), no estádio Yokohama, no Japão, para jogar a decisão do Mundial de Clubes da Fifa. Os santistas se inspiram na superação e no sucesso dos clubes brasileiros no estádio japonês para derrubar o favoritismo do Barça e chegar ao tricampeonato mundial. O Nissan Stadium, em Yokohama, foi o palco da conquista da Copa do Mundo de 2002 pela seleção brasileira contra a Alemanha, com dois gols de Ronaldo.

Leia também: Barcelona é freguês de times brasileiros em Mundiais

Se não bastasse, foi no estádio japonês que o São Paulo venceu o favorito Liverpool, da Inglaterra, por 1 a 0, com gol do volante Mineiro, em 2005. Um ano depois, o Yokohama voltou a ser o palco de uma grande superação brasileira. O Internacional-RS bateu o Barcelona, da Espanha, de Ronaldinho Gaúcho, com um gol solitário do reserva Adriano Gabiru.

Saiba mais: Santos nunca perdeu uma decisão de Mundial. Veja vídeo

Supersticiosos, os jogadores do Santos ficam empolgados com o retrospecto brasileiro para superar a missão impossível – vencer o melhor time do mundo nos últimos anos.

Galeria de fotos: Neymar, o menino que pode fazer a diferença

“Importante, sempre bom para o currículo, para história, o lado do Santos e pessoal, tudo importante e legal, sabendo que nossa seleção foi campeã aqui, muito legal, mais uma coisinha a mais positiva para o nosso lado”, afirmou Elano.

O atacante Borges também fica empolgado em jogar no estádio da final da Copa do Mundo de 2002. “É especial, o Brasil foi campeão aqui contra a Alemanha, grande partida que marcou, novamente jogando aqui com o Santos, lembra muita coisa, esperamos sair felizes, assim como a seleção”, disse Borges.

Veja abaixo o caminho de Santos e Barcelona até esta decisão:



Neymar e Ganso impõem respeito ao Barcelona
Mais do que confiar no retrospecto favorável dos brasileiros em Yokohama, o Santos confia na genialidade de Neymar e Ganso para conquistar o título. Os dois jogadores impõem respeito perante as estrelas do Barcelona.

“Queremos que ele (Neymar) participe o menos possível do jogo, ele participa muito, São jogadores muito difíceis de marcar, teremos que estar perto dele (Neymar), do Ganso, Borges. Ganso é um jogador fantástico, a lesão lhe fez parar um pouco, tem habilidade os dois se encontram e se buscam muitos”, analisou Guardiola.

O técnico Muricy Ramalho faz mistério em relação à escalação do time. Apesar da vitória contra o Kashiwa Reysol por 3 a 1 na semifinal do Mundial, o treinador desaprovou o desempenho da defesa e dá sinais que pode fazer alterações na equipe.

Com isso, o lateral-esquerdo Léo pode voltar ao time. Bruno Rodrigo e Elano são os mais cotados para sair. Caso o camisa 3 retorne a lateral, Durval voltará a atuar na zaga ao lado de Edu Dracena.

FICHA TÉCNICA
Santos x Barcelona

Data:18 de dezembro de 2011 (domingo)
Hora: (8h30 de Brasília e 19h30 horário do Japão)
Local: Estádio Nissan Yokohama, em Yokohama (Japão)
Árbitro: Ravshan Irmatov (Uzbequistão)
Assistentes: Renato Faverani (ITA) e Andrea Stefani (ITA)

SANTOS
Rafael; Danilo, Edu Dracena, Durval, Léo (Bruno Rodrigo); Arouca, Henrique, Elano e Paulo Henrique Ganso; Neymar e Borges
Técnico: Muricy Ramalho

BARCELONA
Valdés; Daniel Alves, Puyol, Piqué e Abidal; Busquets, Xavi, Iniesta e Fábregas; Messi e Pedro
Técnico: Josep Guardiola

Leia tudo sobre: santosbarcelonamundial de clubesneymarlionel messi

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG