Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

No dérbi do centenário, Guarani arranca empate nos acréscimos

Diego Sacoman abriu o placar aos 26 minutos do segundo tempo, mas Fumagalli deixou tudo igual aos 46 minutos

iG São Paulo |

O aguardado clássico centenário entre Ponte Preta e Guarani terminou sem vencedor: há exatos 100 anos, as equipes de Campinas se enfrentaram pela primeira vez. No entanto, o empate por 1 a 1, neste sábado, no Moisés Lucarelli, foi bastante comemorado pela torcida do Guarani. O time da casa vencia a partida até os 46 minutos do segundo tempo, quando Fumagalli deixou tudo igual.

Veja a classificação do Campeonato Paulista

Com o resultado, o Guarani ficou na sexta colocação do Campeonato Paulista, seguido de perto pela Ponte Preta, que está em sétimo. Agora, na próxima quarta-feira, a Ponte enfrenta a Portuguesa. No dia seguinte, o Guarani encara o Linense.

O clássico:

Os jogadores de Ponte Preta e Guarani entraram em campo nervosos e preocupados com a marcação. Após 13 minutos de pouco futebol, o árbitro Rodrigo Braghetto resolveu esquentar o clássico ao marcar pênalti inexistente para o time da casa durante disputa de bola normal entre Domingos e Enrico.

Na cobrança, o lateral-direito Guilherme deslocou o goleiro Emerson, mas a bola resvalou na trave e saiu pela linha de fundo. Dois minutos depois, foi a vez do Guarani quase abrir o placar. Danilo Sacramento recebeu na entrada da área e bateu colocado para boa defesa da Lauro.

Melhor em campo, a equipe do Brinco de Ouro criou outro lance de perigo aos 21 minutos. Fabinho chutou para o gol de puxeta e Lauro precisou se esticar para evitar o gol.

Aos 35 minutos, o clima ficou pesado no Moisés Lucarelli e um jogador de cada equipe foi expulso. Primeiro, Fabinho tentou pegar a bola de Guilherme para cobrar o arremesso lateral, empurrou o jogador da Ponte e levou o cartão vermelho. Na sequência, a confusão ficou generalizada e o árbitro expulsou Wescley.

No segundo tempo, a Ponte Preta foi para cima. Aos oito minutos, após bate e rebate na área, Guilherme chutou a bola desviou na zaga e quase entrou. No escanteio, Gian testou firme e tirou tinta da trave.

Três minutos depois, Roger recebeu de Renato Cajá, driblou e goleiro e chutou no gol. No entanto, Neto conseguiu afastar o perigo.

Depois do susto, a equipe do técnico Vadão acordou. Aos 16 minutos, em cobrança de falta, Fumagalli surpreendeu Lauro, mas acertou o travessão.

No entanto, aos 26, a Ponte Preta respondeu e abriu o placar em jogada de bola parada. Renato Cajá levantou na área e Diego Sacoman, completamente livre, só teve o trabalho de empurrar para dentro: 1 a 0.

Nos acréscimos, quando tudo indicava uma vitória da Ponte Preta, Gerson cometeu pênalti em Ronaldo. Na cobrança, Fumagalli acertou o ângulo, sem chance para Lauro: 1 a 1.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 1 X 1 GUARANI

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 24 de março de 2012, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Braghetto
Assistentes: Carlos Augusto Nogueira Junior e Rogerio Pablos Zanardo
Público pagante: 7.143 torcedores
Cartões amarelos: Cicinho e Willian Magrão (Ponte Preta); Domingos, Fábio Bahia, Willian Favoni, Danilo Sacramento e Thiaguinho (Guarani)
Cartões vermelhos: Wescley (Ponte Preta) e Fabinho (Guarani)
Gols: Diego Sacoman aos 26 e Fumagalli aos 46 minutos do 2º tempo

PONTE PRETA: Lauro; Guilherme, Wescley, Diego Sacoman e Uendel (Gian); Gerson, Willian Magrão (Caio), Cicinho (Rodrigo Pimpão) e Renato Cajá; Enrico e Roger
Técnico: Gilson Kleina

GUARANI: Emerson; Oziel (Ronaldo), Domingos, Neto e Bruno Recife; Willian Favoni (Thiaguinho), Fábio Bahia, Danilo Sacramento e Fumagalli; Fabinho e Bruno Mendes (Emílio)
Técnico: Vadão

 

Leia tudo sobre: Ponte PretaGuaraniPaulistão 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG