Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

No Canindé, Portuguesa acaba com a invencibilidade do Guarani

Em jogo agitado e com cinco gols, o time mandante conseguiu a vitória graças ao zagueiro Mateus

Gazeta |

Após uma série de dois empates e uma derrota, a Portuguesa voltou a vencer na Série B. Diante de um Guarani embalado, que lutava pela liderança e que ostentava uma invencibilidade de 17 jogos, a Lusa se impôs no Canindé e aplicou um 3 a 2 sobre os campineiros. Com o resultado, a equipe chegou a oito pontos - os mesmos do Bugre - e encostou no grupo da frente.

A Portuguesa abriu o placar com Jael, mas sofreu o empatem em seguida, em chute de Felipe, ainda no primeiro tempo. Na etapa final, Ananias voltou a deixar a Lusa à frente. Luis Ricardo, porém, mandou contra a própria meta e o Bugre chegou ao 2 a 2. A nova igualdade não desesperou os anfitriões, que foram premiados com gol de cabeça do zagueiro Mateus.

Na próxima rodada, o Guarani recebe o Americana, no sábado, no Brinco de Ouro. A Portuguesa volta a atuar no Canindé, desta vez contra o Bragantino. Para a partida, a Lusa poderá ter os reforços de Bruno e Lucas Gaúcho. O goleiro e o atacante foram apresentados à torcida antes do duelo com os campineiros e, para sexta já devem ficar à disposição do técnico Jorginho.

O jogo
A escalação ofensiva de ambas as equipes proporcionou um primeiro tempo muito movimentado. Aos oito minutos, Chiquinho cruzou de direita para Jeferson Luis chutar de primeira, carimbando a defesa da Lusa. A resposta dos anfitriões veio no minuto seguinte. Em cobrança de falta pela esquerda, Jael, na primeira trave, se antecipou à marcação e cabeceou perto da trave direita.

A Portuguesa cresceu na partida e levou perigo em jogadas pelas laterais. Marcelo Cordeiro avançou pela esquerda e lançou Henrique. O meia foi até a linha de fundo e cruzou rasteiro, mas a zaga afastou. Pela direita, Marco Antônio chegou em velocidade e cruzou, encontrando novamente Henrique. O camisa 7 driblou o zagueiro, mas chutou por cima.

Aos 23 minutos, a sorte acompanhou a Lusa. Edno fez ótimo lançamento para Marcelo Cordeiro, que invadiu a área e ficou cara a cara com o goleiro. O lateral, então, rolou para trás, achando Jael que, com o gol vazio, só teve o trabalho de completar.

A torcida da Portuguesa, porém, não pôde comemorar por muito tempo. Cinco minutos mais tarde, Chiquinho cruzou para Fernandão, que levou a melhor sobre os zagueiros e tocou de cabeça para Felipe. Livre de marcação pela esquerda, o meia dominou e mandou uma bomba, sem chance para o goleiro Weverton.

O empate não diminuiu o ritmo da partida. Pelo contrário, a Lusa se lançou ao ataque em busca do gol e permitiu contra-ataques perigosos para o Guarani. A principal chance antes do apito do árbitro aconteceu aos 35 minutos. Jael recebeu bom passe de Marco Antônio e tocou de calcanhar para Edno. De frente para o gol, o atacante chutou de primeira, tirando tinta da trave direita de Emerson.

A etapa final começou da mesma forma que a primeira: bastante movimentada e com um gol para cada lado. Antes de balançar as redes, Henrique cruzou rasteiro, a bola atravessou toda a área e chegou até Ananias, que, sozinho, chutou para fora.

O gol saiu três minutos depois, em jogada muito semelhante. Luis Ricardo invadiu a área pela direita e cruzou rasteiro. Jael ajeitou e desta vez Ananias não perdoou e mandou no canto direito do goleiro.

Assim como no primeiro tempo, o Guarani conseguiu empatar em seguida. Aos 12, Fernandão tocou para Fabinho chutar. Luis Ricardo tentou cortar e mandou contra a própria meta, empatando a partida em 2 a 2.

A sorte do Guarani, porém, parou por ai. O goleiro Emerson, lesionado, teve que deixar o campo, dando lugar a Weverton. Em seguida, Marco Antônio cobrou escanteio na cabeça de Mateus, que subiu mais que a zaga e mandou para o fundo do gol.

O Guarani ainda tentou com Assisinho. O jogador ganhou da marcação e chutou cruzado, a zaga afastou e na sequência Fernandão tentou de cabeça, mandando por cima do travessão. Aos 40 minutos, Assisinho teve chance clara para empatar. O atacante invadiu a área pela esquerda e tocou na saída do goleiro. A bola passou rente à trave, decretando a vitória da Portuguesa.

FICHA TÉCNICA: PORTUGUESA 3 X 2 GUARANI
Local: Estádio do Canindé, em São Paulo (SP)
Data: 14 de junho de 2011, terça-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Danilo Ricardo Simon Manis (ambos de SP)
Cartões Amarelos: Ananias e Ivo (Portuguesa); Fabinho (Guarani)
Gols: PORTUGUESA: Jael aos 23 minutos do primeiro tempo. Ananias aos nove, Luis Ricardo (contra) aos 12 e Mateus, aos 22 minutos da etapa final. GUARANI: Felipe aos 28 da primeira etapa

PORTUGUESA: Weverton; Luis Ricardo, Rogério, Mateus e Marcelo Cordeiro; Guilherme, Ananias (Rafael Silva), Marco Antônio e Henrique (Ceará); Jael e Edno (Ivo)
Técnico: Jorginho

GUARANI: Emerson (Weverton); Chiquinho (Ari), Aislan, Ailson e João Paulo; Leandro Carvalho, Dadá, Felipe e Jeferson Luis (Assisinho); Fabinho e Fernandão
Técnico: Vilson Tadei

Leia tudo sobre: portuguesaguaranisérie b 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG