Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

No Brasil, Fifa reclama de exigências do governo para a Copa

Secretário geral da entidade, Jérôme Valcke, está em Brasília e disse que nenhum outra sede pediu tanto à Fifa

iG São Paulo |

O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, reclamou das exigências feitas pelo governo federal em relação a realização da Copa do Mundo no país. O dirigente, que já havia criticado o atraso na aprovação da Lei Geral da Copa, afirmou que o país pediu mais que os outros que sediaram o Mundial.

Veja também: Fifa fará tour no Brasil ao lado de Ronaldo e de políticos

“Porque vocês ganharam cinco vezes a Copa, vocês acham que podem pedir, pedir”, afirmou Valcke, ao lado do ministro do esporte, Aldo Rebelo, e do membro do conselho administrativo do COL (Comitê Organizador Local da Copa), Ronaldo.

Agência Brasil
Ronaldo, Aldo Rebelo, Jérôme Valcke eLuis Fernandes na coletiva

O dirigente se referia, principalmente, ao texto da Lei Geral da Copa, documento que deverá dar garantias à Fifa, dona do Mundial. A primeira versão do texto do projeto de lei, encaminhado ao Congresso Nacional em setembro de 2011, d esagradou a entidade máxima do futebol . Após se reunir com Valcke, a presidenta Dilma Roussef admitiu alterações no projeto de lei e novo texto foi redigido. O documento está sendo analisado pelos deputados. O governo e a Fifa esperam que ele seja votado até março.

Leia mais: Torcedores protestam no Maracanã e pedem mais jogos do Brasil no Rio

“Acho que agora é o momento de assinar o acordo. Todos nós estamos focando nessa lei”, afirmou Valcke, que chegou a ironizar o que, segundo ele, é uma demora na aprovação do texto. “Agora nossa missão é fazer essa lei nascer. Agora é a hora de fazer esse bebê nascer. A gente tem que fazer esse bebê nascer, já passaram os nove meses”, disse.

Leia ainda: Quer ser voluntário da Copa do Mundo de 2014? Saiba como

Apesar das críticas, Valcke tentou se mostrar alinhado com o governo e com o COL, que esteve representado por Ronaldo. “Não há nada errado na nossa relação”, declarou o dirigente. “Será a melhor Copa de todos os tempos”, completou.

Na terça-feira, a comitiva da Fifa visitará Fortaleza e Salvador . Na quinta-feira, haverá uma reunião com o COL no Rio de Janeiro. Faltando menos de três anos para o Mundial, a entidade planeja visitas ao Brasil a cada dois meses. Todas as 12 sedes receberão a comitiva até o final de 2012.

 

Leia tudo sobre: Copa 2014Lei Geral da CopaFifaJérôme Valcke

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG