Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

No Botafogo, goleiro vira blogueiro para contar ida à Inglaterra

Perto de iniciar o curso de psicologia, Luis Guilherme conta com espaço virtual para expor pensamentos

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

São 21h44 de uma segunda-feira na concentração do Botafogo, em General Severiano. Após um dia cansativo de pré-temporada, com trabalhos físicos no período da manhã e da tarde, alguns jogadores se dividem entre um jogo de cartas, o notebook e o Playstation 3. Todos já realizaram o jantar com o técnico Joel Santana e a comissão técnica. O treinador faz questão que todos estejam no salão para iniciar a refeição.

Em um dos quartos, um jovem de 18 anos começa a digitar rápido no notebook. Depois de alguns minutos, o texto "A copinha ainda não começou", que critica o formato e o nível técnico do torneio sub-18 está na rede. O jovem é o goleiro Luis Guilherme, de 18 anos, que alterna as horas vagas entre a leitura de livros motivacionais e a atualização de seu blog pessoal, o http://lguilhermeone.blogspot.com. Um dos quatro goleiros da equipe principal, ao lado de Jefferson, Renan e Milton Raphael, o novo blogueiro explica de onde surgiu a ideia da criação do site.

"Eu gosto muito de leitura e queria passar um pouco do que penso, das minhas opiniões. Pensei que criando um blog seria mais fácil divulgar e ter uma crítica, tanto positiva quanto negativa, do que eu escrevo. Ainda estou aprendendo os mecanismos, a parte de layout, de publicação, mas gostei dos comentários e da receptividade", revela o garoto, que ao contrário de muitos jovens jogadores, não demonstra nervosismo nas entrevistas.

A visão estereotipada sobre jogadores de futebol, com um discurso monótono nas entrevistas coletivas, passa longe do goleiro, que exibe um português impecável e usa frases como 'contemporização da sociedade' durante o bate-papo. Apesar dos textos sobre fatos atuais, o sonho de Luis Guilherme não é ser jornalista. No começo do ano, o jogador foi aprovado no curso de psicologia em uma faculdade particular do Rio de Janeiro. O jogador, que irá dividir os treinos com a sala de aula, explica quais os livros que mais gosta de ler e as matérias preferidas durante o colégio.

"Acho que a perícia para poder expor bem os textos vem da leitura. Sempre fui muito ligado aos livros motivacionais, então gosto de escrever sobre essa parte de motivação e ter um senso crítico positivo também. Gosto muito do Augusto Cury, dos livros do Bernardinho, Roberto Shinyashiki, são vários", conta Luis Guilherme, que revela o ponto fraco, a matemática.

"Acho matemática fascinante, ver alguém resolvendo um problema complexo, acho muito bonito, mas não é tanto minha praia. Gosto muito de história, entender o mundo desde o começo, ver que os fatos que acontecem atualmente têm relação com o passado. E também estudar filosofia e sociologia, as atitudes do ser humano, como ele pensa, como ele age", explica o goleiro.

Nos próximos dias, o blog também servirá como diário de viagem. Desde o último sábado, Luis Guilherme treina no Manchester City, da Inglaterra. O jogador, que tem passagem por várias seleções de base, está no país europeu pela segunda vez. Em 2007, com apenas 15 anos, Luis Guilherme passou duas semanas treinando no Arsenal. Apesar do desejo dos ingleses de que o goleiro permanecesse, ele voltou para o Botafogo e agora promete detalhar as experiências através do blog.

"Estou com um projeto de criar uma espécie de diário, dia após dia, comentar o que vou encontrar. Sobre a cultura, sobre o futebol, enfim tudo que for novo. Vou usar muito o blog durante a viagem, acho que vai me aproximar do Brasil também”, diz Luis Guilherme, que espera passar uma imagem diferente do senso comum sobre a carreira de jogador de futebol, através da nova ferramenta.

“O atleta em geral tem que prezar pela sua imagem e pelo que ele faz, influencia muito. Então acho que os jogadores de futebol, que têm uma presença maior na mídia, deveriam se preocupar em buscar mais conhecimento, aprender mais. Hoje a informação é muito acessível para todos, é mais fácil, então não tem desculpa para não buscar se informar”.

Leia tudo sobre: futebolbotafogomanchester cityinglaterra

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG