Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

No Bahia, Rogério Lourenço não se considera uma aposta

Treinador lembra que comandou a seleção brasileira sub 20 por dois anos e também a equipe principal do Flamengo na Copa Libertadores e Brasileirão

Gazeta Esportiva |

De mudança para Salvador, Rogério Lourenço, novo treinador do Bahia, garantiu que está empolgado e preparado para comandar o clube na próxima temporada. O técnico com passagens pelas categorias de base do Flamengo, pela seleção brasileira sub 20 em 2009, e, recentemente, pela equipe principal do time da Gávea, rechaça ser considerado uma "aposta".

"Se acham que um cara que treinou a seleção sub 20 por dois anos e meio e conquistou bons resultados no Flamengo é uma aposta, tudo bem. Porém, o que me credenciou para ser técnico do Bahia foi o meu trabalho. Não me sinto menor do que ninguém e não caí de para-quedas no futebol", disse ao jornal "A Tarde".

Rogério foi demitido em agosto pelo Flamengo, após substituir o campeão brasileiro Andrade, e acredita ter feito um bom trabalho. "Deixei o Fla na décima posição, a três pontos do G4. Era o melhor momento do time no torneio, mas tivemos problemas com o caso do Bruno, que deixou o grupo muito abalado. O Zico me dispensou, mas não guardo mágoa", assegura ele.

A passagem pelo clube carioca preparou Rogério Lourenço para cobranças. O treinador espera enfrentar no Bahia a mesma pressão que encarou no Flamengo.

"A cobrança vai sempre existir em qualquer local. Até porque, no nosso país, o futebol é a maior paixão do povo. A pressão é natural, mas não podemos nos retrair. O desafio é enorme, pela grandeza do Bahia, uma equipe que já foi campeã brasileira e tem uma bela história. Além da torcida, uma das mais fanáticas do Brasil".

Leia tudo sobre: bahiatreinadores

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG