Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

No adeus, Emerson revela mágoa e cobra respeito por gol do título

Atacante rescindiu seu contrato com o Fluminense de forma amigável, mas deixou transparecer problemas

Gazeta |

Após ter confirmada a sua rescisão com o Fluminense, nesta segunda-feira, o atacante Emerson resolveu se pronunciar. O jogador, autor do gol sobre o Guarani, que rendeu o título de Campeão Brasileiro ao Flu em 2010, cobrou respeito e se revelou chateado com a diretoria.

"Infelizmente aconteceram alguns problemas internos que impossibilitaram minha continuidade no Fluminense. A maneira como fui tratado me deixou chateado e acho que não merecia isto. Tenho certeza que faltou habilidade das pessoas que agora estão lá e respeito a um jogador que fez um gol de título brasileiro", declarou o atacante.

Emerson agradeceu aos funcionários do clube, ao Celso Barros, presidente da patrocinadora do Fluminense, e à torcida, mas revelou certo racha no elenco ao agradecer só à "maioria do grupo de jogadores".

"O Fluminense passou pela minha vida, mas eu não poderei ser esquecido na história do clube. Quero deixar claro que não tenho nada para reclamar da torcida, até porque ela não sabe de metade das coisas que aconteceram lá. Agradeço aos funcionários e à grande maioria do grupo de jogadores, que me deu força desde o momento do afastamento. Por fim, agradeço também ao Doutor Celso Barros por ter se empenhado de maneira especial para minha volta ao Brasil", afirmou o jogador.

O atacante foi afastado do elenco na Argentina, momentos antes da partida contra o Argentinos Juniors, no dia 20 de abril. Emerson teria ofendido o presidente Peter Siemsen e teria cantado músicas ligadas ao Flamengo.

Leia tudo sobre: fluminenseemersonmercado

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG