Tamanho do texto

Para o Brasileiro afirma que a vitória traria mais respeito ao Villareal na chave que ainda tem o Manchester City

O brasileiro Nilmar , focado no duelo de estreia do Villarreal na fase de grupos da Liga dos Campeões , contra o Bayern de Munique , nesta próxima quarta-feira, ressaltou a importância de garantir uma vitória em seu primeiro jogo nesta edição. Para o atacante, a conquista faria com que os demais rivais tenham mais respeito ao time espanhol.

"Na estreia sempre há muita pressão. O jogo deverá ser equilibrado, sem muitas opções para gols. Temos de estar fortes na defesa e aproveitar as poucas oportunidades que tivermos para marcar. Espero que a equipe aproveite a oportunidade contra rivais maiores e que o Villarreal seja respeitado em nível mundial", destacou Nilmar.

O Villarreal enfrentará o time bávaro nesta quarta-feira, às 15h45 (de Brasília), em casa, no estádio El Madrigal. O Grupo A ainda conta com o Manchester City e o Napoli, que se enfrentam também na quarta-feira, em Manchester.

No ano passado, Nilmar balançou as redes de um clube alemão em duas oportunidades, contra o Bayer Leverkusen. Para o confronto contra a equipe de Munique, o brasileiro desejou que a partida tenha o mesmo desfecho. "Nossa equipe precisa de gols e nós atacantes temos a responsabilidade de marcar", continuou.

Para o confronto, Nilmar contará com o apoio de seu companheiro Rossi para garantir uma vitória na estreia do Villarreal. "Rossi é um jogador com grande qualidade que me ajudou muito desde que começamos a jogar juntos. Se nós os dois estivermos bem, com certeza, poderemos figurar entre os melhores atacantes do mundo", disse o brasileiro.

Demonstrando confiança em seu desempenho, Nilmar ainda afirmou que precisa mostrar sua qualidade para realizar uma temporada superior à última. "Ano passado fiz uma boa primeira fase da Liga e quando superei a lesão não consegui alcançar o mesmo nível. Os companheiros confiam em mim e espero responder com um grande jogo. Não posso perder a confiança em mim mesmo porque sei que tenho potencial", encerrou.

    Leia tudo sobre: bayern de munique