inesquecível ídolo Pelé - Futebol - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Niemeyer mostra desenho de escultura que homenageia inesquecível ídolo Pelé

Prestigiado arquiteto de 102 anos recebeu o Atleta do Século 20 em seu escritório no Rio de Janeiro. Museu para o ex-jogador será construído em Santos

EFE |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237861928115&_c_=MiGComponente_C

O arquiteto Oscar Niemeyer elogiou Pelé, a quem definiu como "um ídolo inesquecível", durante a apresentação desta quinta-feira do desenho de uma escultura que será erguida em homenagem ao ex-jogador, junto a um museu dedicado à sua trajetória. Niemeyer, de 102 anos, recebeu Pelé em seu escritório no Rio de Janeiro para entregá-lo oficialmente os esboços do monumento de 20 metros de altura.

"Estou muito honrado, porque quase sempre se fazem homenagens às pessoas que já morreram, mas eu tive a bênção de recebê-la antes de morrer", afirmou o Rei do futebol, que no mês passado comemorou 70 anos de idade. Por sua vez, o arquiteto não economizou elogios para o "Atleta do Século": "Pelé é um ídolo e nunca será esquecido".

Niemeyer mostra desenho de escultura em homenagem a Pelé

A estrutura criada por Niemeyer será dividida em duas partes: uma torre de cimento de 20 metros de cumprimento e que culmina com o rosto do ex-jogador, e, na base, uma grande bola de sete metros de diâmetro, do mesmo material. "Minhas inspirações foram o futebol e a bola, o que há de mais relacionado a Pelé", explicou o arquiteto.

Em seu interior, a bola terá um salão de exposições e uma sala de cinema, enquanto a imponente torre será o primeiro impacto visual para os visitantes. O monumento será construído em Santos, onde Pelé brilhou entre as décadas de 1950 e 70.

"O Santos me lançou ao mundo", agradeceu Pelé, que acrescentou que está orgulhoso de oferecer parte de seu legado às novas gerações do Brasil e às milhões de pessoas que desembarcarão no país por conta da Copa do Mundo de 2014.

Junto com a escultura, o Rei terá a partir de 2012 um museu dedicado a sua vida e a seus triunfos esportivos, onde ficarão mais de 3 mil objetos de seu patrimônio pessoal, acumulados desde a infância e ao longo de sua trajetória profissional.

"O museu terá um grande valor cultural para nosso país", acredita Pelé, que revelou ter insistido em abrir o centro no Brasil, e não na Europa, no Japão ou Arábia Saudita, como foi oferecido.

Durante o encontro entre o arquiteto e o ex-jogador, que durou cerca de meia hora, o ídolo do esporte foi perguntado se considerava Niemeyer o Pelé da arquitetura e respondeu: "Melhor, me consideraria o Niemeyer do futebol".

Leia tudo sobre: ex-jogadoresfutebolpelévídeos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG