Além do atacante, time espanhol também estaria de olho em Paulo Henrique Ganso. Porém, agentes dos dois atletas negam qualquer tipo de negociação

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237882815261&_c_=MiGComponente_C

Sempre atento ao mercado do futebol brasileiro, o presidente do Barcelona, Sandro Rosell, teria fechado um acordo para ter prioridade na contratação de Neymar, do Santos. Como ele considera o país uma ótima fonte de reforços para o clube espanhol, está de olho também em outro santista, Paulo Henrique Ganso. As informações foram veiculadas nesta quinta-feira pelo jornal espanhol AS.

O agente de Neymar nega a informação. Não procede. Assédio, vontade, desejo todo clube pode ter, mas ninguém falou comigo. Não existe nada de oficial, afirmou Wagner Ribeiro.

Já a DIS, empresa que gerencia a carreira de Paulo Henrique Ganso, confirmou o contato, mas informou que ele aconteceu no meio de ano. Conversamos há algum tempo com empresários espanhóis, que disseram estar representando o Barcelona. Mas nada prosperou. Isso foi em junho, julho, até porque agora ele está machucado, afirmou Thiago Ferro.

Apesar de não dar detalhes sobre as negociações, a publicação espanhola afirma que Rosell é o responsável direto pelas conversas com os brasileiros. Essas negociações com o Barça estariam mais adiantadas do que as conversas com outros times interessados nos jogadores, como Real Madrid, Milan e Manchester City.

Recentemente, o nome de Neymar voltou a estar envolvido em especulações por causa da chegada de um agente do Chelsea ao Brasil. Pini Zahavi, que já tentou levar o atacante para a Inglaterra nesse ano, estaria em São Paulo, mas o Santos disse não se importar com isso.

"Com relação a presença do agente israelense no Brasil, pode ser que ele só esteja fugindo do rigoroso inverno europeu. Não tenho receio nenhum de perder o Neymar", afirmou o presidente do Santos, Luis Álvaro Ribeiro.

No meio do ano, após uma proposta oferecida pelo Chelsea, o Santos firmou contratos válidos até 2014 com Neymar e Ganso. O clube não cogita abertamente a ideia de negociá-los antes disso.

* Com Gazeta Esportiva

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.