Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Neymar tenta esconder o moicano, mas Mano veta o gorro em treino

Técnico pediu para atacante tirar o objeto da cabeça, em trabalho de finalização, porque estava atrapalhando

Marcel Rizzo e Paulo Passos, enviados iG a Los Cardales |

Com o gorro, não. Neymar resolveu esconder o penteado moicano no treino da seleção brasileira na tarde desta quarta-feira em Los Cardales, cidade a 60 km de Buenos Aires, mas foi repreendido de leve pelo técnico Mano Menezes. Não que o treinador ame o corte de cabelo chamativo do garoto de 19 anos, mas o problema foi técnico, mas o gorro que Neymar colocou o atrapalhou no treino de finalização.

Neymar inovou ao trabalhar com o gorro que é cedido pela Nike, empresa que fornece o material esportivo para a CBF (Confederação Brasileira de Futebol). A temperatura estava em 10 graus celsius, frio, mas não tanto quando no último final de semana, quanto o termômetro bateu em dois graus celsius. Além dele, o zagueiro Thiago Silva era o único que estava com o gorro.

Marcel Rizzo
Neymar fez o trabalho tático com o gorro e Mano não viu problema
Na primeira hora Mano proibiu a presença de jornalistas, já que treinou lances ensaiados em cobranças de falta e escanteio . Não quis que o posicionamento dos jogadores fosse filmado para não dar pistas para os rivais. O Brasil estreia na Copa América no próximo domingo, contra a Venezuela, em La Plata (a 60 km de Buenos Aires).

A segunda hora e meia foi aberta e, num primeiro momento, o técnico comandou um tático entre titulares e reservas . Os times não tinham como objetivo marcar gols, mas manter a posse de bola com dois toques. Neymar trabalhou normalmente com o gorro.

O problema foi na hora do trabalho de finalização. Os laterais cruzavam e atacantes e meias finalizavam e quando Neymar tentou cabecear a após cruzamento de Daniel Alves a bola tocou a ponta do gorro e não foi alcançada. Mano então pediu para tirá-lo.

Com o moicano, melhorou o aproveitamento, já que o santista conseguiu marcar. Enquanto isso, o gorro ficou jogado ao lado das bolas, esquecido. Quando estava saindo do gramado, para pegar a van que leva os atletas até os quartos, Neymar ia deixando para trás, quando o auxiliar técnico Sidnei Lobo o alertou. Mas desta vez o objeto ficou na mão e o moicano bem à vista, para a alegria dos fotógrafos espanhóis que clicam cada passo do sonho de consumo do jogador Real Madrid.

Paulo Passos
Neymar tirou o gorro e melhorou aproveitamento nas cabeçadas

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG