Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Neymar será garoto-propaganda de previdência para atletas

Jovem atacante santista foi confirmado como incentivador do EsportePrev, plano de previdência da Petros

Mário André Monteiro, iG São Paulo |

Independentemente da modalidade esportiva, seja no futebol, atletismo, vôlei ou basquete, qualquer atleta profissional de alto nível tem uma carreira curta, deixando de competir, muitas vezes, antes dos 40 anos de idade.

Pensando em dar estabilidade financeira e mais tranquilidade para essas pessoas que dedicam suas vidas ao esporte, a Petros (Fundação Petrobras de Seguridade Social), em parceria com entidades representativas dos atletas profissionais, criou o EsportePrev, um plano de previdência complementar que visa melhorar o futuro dos profissionais do esporte.

Os atletas que podem se inscrever precisam estar associados aos seguintes instituidores do plano, que são os sindicatos de atletas profissionais: Sapesp (São Paulo), Saferj (futebol, Rio de Janeiro), Siapergs (Rio Grande do Sul), Safms (futebol, Mato Grosso do Sul), Safern (futebol, Rio Grande do Norte) e Safepb (futebol, Paraíba).

AE
Orlando Silva esteve no lançamento do EsportePrev, no Museu do Futebol
O evento de lançamento, realizado na noite desta terça-feira no Museu do Futebol, localizado no estádio do Pacaembu, em São Paulo, contou com a presença de ex-jogadores de futebol e do Minsitro do Esporte Orlando Silva.

"Vai ser importante que possamos seduzir e envolver os clubes de futebol do Brasil, que eles possam dar sua contribuição. Vamos criar as condições para que esse fundo seja referência para os atletas", comentou Orlando Silva.

Outro político presente foi o secretário executivo do Ministério da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas. "É uma vitória de uma construção necessária e indispensável para os jogadores. Temos heróis anônimos que fazem a nossa alegria, talvez não no horário nobre. Precisamos desfazer o mito de que jogador de futebol, todos eles, ficam ricos, ganham muito e depois desperdiçam o dinheiro. É só uma minoria que ganha muito dinheiro", disse.

Segundo Gabas, a intenção foi criar uma alternativa de proteção providenciaria que fosse garantir um sustento para que o jogador não precisasse se preocupar com sua subsistência. "O salário geralmente não é alto e a carreira é curta. A partir de hoje, nós precisamos convencer os clubes e os jogadores a fazer a adesão e a começar a contribuição", emendou.

O secretário revelou ainda que o atacante Neymar participará, de graça, da campanha do programa. "Conversei com o vice-presidente do Santos (Odílio Rodrigues Filho) e ele disse que o Neymar será um dos garotos-propaganda, sem cobrar cachê para incentivar o plano. O Neymar viria aqui se fosse outro dia, mas como ele está no Uruguai, não pôde vir", completou Gabas, lembrando que o time paulita joga a primeira partida da final da Libertadores nesta quarta, contra o Peñarol, em Montevidéu.

Gazeta Press
Neymar será o garoto-propaganda do plano de previdência para atletas profissionais

Como funciona o Esporteprev
O participante, no caso o atleta, faz contribuições para compor um fundo, e esses recursos serão investidos em aplicações financeiras ao longo do tempo. No futuro, o valor total acumulado nesse fundo proporcionará uma renda de aposentadoria, que poderá ser requerida a partir dos 55 anos de idade.

O valor da renda dependerá do saldo acumulado ao longo dos anos e da rentabilidade obtida com as aplicações. Assim, quanto maior o tempo e o valor da contribuição, maior será o valor do saldo e, consequentemente, da renda na aposentadoria.

A contribuição ordinária é obrigatória e mensal. O participante é quem escolhe com quanto quer contribuir para o EsportePrev, observado o mínimo 30% do VMR (valor mínimo de referência) do plano de previdência da Petros.

Poderão ser feitas também contribuições de pessoas jurídicas, que pode ser um clube de futebol, por exemplo. Essas contribuições são realizadas em favor do participante, mediante instrumento contratual específico. O atleta poderá receber, também, aportes de terceiros ou doações na forma do regulamento.

Periodicamente, o atleta receberá em sua residência um extrato com informações sobre as suas contribuições e os rendimentos obtidos com as aplicações financeiras. Além disso, também é possível acompanhar cada conta via internet.

Leia tudo sobre: EsportePrevNeymarsantos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG