Torcida que lotou o Serra Dourada não gostou do empate da seleção brasileira contra a Holanda

Festejado pela torcida antes do amistoso diante da Holanda, o atacante Neymar deixou o gramado chateado após ouvir os apupos da torcida no Serra Dourada durante o empate sem gols deste sábado . Já o zagueiro Thiago Silva , de 26 anos e nascido no Rio de Janeiro, reclamou do calor.

"É triste ser vaiado, ninguém gosta. O torcedor veio para ver os gols, mas infelizmente não saiu. No segundo tempo, o time foi muito bem. Merecemos um gol. Tive duas oportunidades para fazer, mas o goleiro foi muito bem e acabou pegando", lamentou Neymar em entrevista ao Sportv .

Apesar de lamentar a reação da torcida diante do empate por 0 a 0, o atacante do Santos enxergou aspectos positivos no confronto. "Perdemos muitos gols, mas nosso time foi muito bem. Estamos numa crescente muito boa e esperamos melhorar no próximo jogo", afirmou.

Advertido com o cartão amarelo na tentativa de cavar uma falta, Neymar classificou o expediente como um "recurso". "A gente estava com um a menos e eu estava com três jogadores ali [na marcação]. Não sei se foi falta ou não. Meu negócio é jogar futebol e o juiz que apita", declarou.

Neymar fez seu primeiro jogo com a camisa da seleção brasileira em território nacional
AFP
Neymar fez seu primeiro jogo com a camisa da seleção brasileira em território nacional

A seleção brasileira não atuava em território nacional desde o ano de 2009. Na primeira partida do técnico Mano Menezes no País, o zagueiro Thiago Silva, do Milan, reclamou do calor na cidade de Goiânia e do cartão vermelho mostrado pelo árbitro paraguaio Carlos Amarilla ao volante Ramires.

"A gente estava melhor na partida, mas fomos prejudicado com mais uma expulsão e ficou muito mais complicado correr nesse calor. Acredito que nós poderíamos ter rendido um pouco mais, mas em função do calor e do tempo que não jogávamos no Brasil, foi complicado", justificou.

Questionado sobre a reação da torcida no Serra Dourada, Thiago Silva foi compreensivo. "O torcedor tem toda razão de vaiar. Eu fico feliz porque vaiaram só no final, porque durante o jogo é complicado para quem está jogando. Espero que na terça-feira [contra a Romênia] possamos concretizar a despedida do Ronaldo com uma grande vitoria [no Pacaembu]", encerrou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.