Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Neymar se coloca à disposição da seleção para Sul-Americano sub 20

Apesar das polêmicas em 2010, jogador diz que ano foi ¿maravilhoso¿ e afirma que não torcerá por nenhum outro clube na reta final do Brasileiro

Vicente Seda, iG Rio de Janeiro |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237859608437&_c_=MiGComponente_C

Apesar de ter se envolvido em diversas polêmicas em 2010, especialmente a discussão que culminou com a saída de Dorival Júnior do Santos, além de ter ficado fora da convocação para a Copa do Mundo, Neymar afirmou que comemora um ano maravilhoso. Ele acredita que o Brasileiro ainda não está decidido, mas não torcerá na reta final. Quer apenas que os jogadores do Santos honrem a camisa.

O jogador se colocou à disposição do técnico Ney Franco, que convocará os jogadores para o Sul-Americano sub 20 (no Peru, em janeiro) no próximo dia 30. Quero sempre usar a camisa da seleção e é um orgulho. Estou à disposição e feliz se vier a convocação. Fico feliz de todo mundo estar elogiando e falando bem. Fico lisonjeado e espero continuar nessa caminhada e que eu consiga dar muitas alegrias ao Brasil.

Neymar participou apenas como ouvinte de um painel sobre o futebol brasileiro, no qual Carlos Alberto Torres, Carlos Alberto Parreira e Zico discutiram o esporte no país. O papel do Santos é honrar a camisa. Vamos jogar para vencer. Acho que só no final será decidido o campeão, disse Neymar, que, questionado sobre para quem torceria, não hesitou. Vou torcer pelo Santos.

Com contrato renovado com o Santos até 2015, não garantiu que ficará na Vila Belmiro por um longo período, abdicando do sonho de jogar na Europa. Mas afirmou que, por enquanto, o seu futuro é com a camisa da equipe paulista. O que eu posso decidir é o momento. O futuro a Deus pertence e o meu momento é no Santos. Vou seguir honrando a camisa. Foi um ano maravilhoso para mim que eu vou lembrar para o resto da minha vida.

Fora da lista para a Copa da África, ele deu um abraço em Jorginho, auxiliar de Dunga. Tenho um carinho grande por ele. O Jorginho foi a primeira vez que eu encontro com ele (depois da convocação para o Mundial em maio) e para mim continua a mesma coisa. Escutar Parreira, o Carlos Alberto, o Zico, o Jorginho é uma alegria grande, valoriza muito. Eu que estou começando vou pescando uma coisa dali e outra dali.

Leia tudo sobre: neymarsantosseleção brasileirasub 20

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG