Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Neymar nega entrevista a italianos e reafirma desejo de ficar no Santos

Em suspostas declarações, atacante teria elogiado a Inter de Milão e revelado interesse em defender a Juventus

Gazeta Esportiva |

Um dos principais destaques do Santos na temporada, o atacante Neymar tem o seu nome sempre envolvido em especulações quanto a uma possível transferência para o futebol europeu. Na semana passada os comentários sobre uma hipotética mudança para o Velho Continente ganharam força quando foi publicada uma suposta entrevista da Joia para o jornal italiano "Gazzeta dello Sport", em que Neymar falaria sobre a sua vontade de atuar na Europa. No entanto, o próprio jogador afirmou não ter concedido tal entrevista e reafirmou que o seu desejo continua sendo permanecer no Santos.

"Aquela entrevista não foi verdadeira", contou Neymar, em declaração dada à Rádio Cultura. Segundo a versão apresentada pelo empresário do craque santista, Wagner Ribeiro, o bate-pato teria acontecido durante uma roda dos jogadores da seleção brasileira, em que Ronaldinho Gaúcho e Robinho (ambos do Milan, da Itália), inclusive, teriam participado, antes do amistoso em que o Brasil foi derrotado pela Argentina, na última quarta-feira, em Doha (Catar).

Durante a conversa, os atletas teriam comentado sobre qual equipe seria a melhor para que Neymar defendesse, quando acertasse a sua transferência para a Europa. Na suposta entrevista, o camisa 11 teria elogiado a Inter de Milão e revelado o interesse em defender a Juventus. A publicação italiana ainda destacou que a transação poderia ocorrer no próximo mês de janeiro, quando a janela de transferências europeia reabre para que os seus clubes façam novas aquisições.

Com contrato válido até 2015 e uma multa rescisória avaliada em 45 milhões de euros (cerca de R$ 101 milhões), Neymar afirmou que a sua intenção é continuar no Santos. "O Neymar vai disputar a Libertadores pelo Peixe. Espero cumprir meu contrato até o final", encerrou o atacante, que ganhou um plano de carreira da diretoria santista para permanecer na Vila Belmiro, com ênfase na exploração de sua imagem comercial, logo após ter recebido um forte assédio do Chelsea (Inglaterra), em agosto deste ano.

Leia tudo sobre: futebolfutebol internacionalitáliasantos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG