Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Neymar disputa com Messi e Rooney 3ª edição do prêmio Puskas

Veja os gols de Cristiano Ronaldo e Hamit Altintop, eleitos os mais bonitos em 2009 e em 2010, respectivamente

Luís Araújo, iG São Paulo |

Dono de uma carreira vitoriosa, Ferenc Puskas conquistou seu lugar entre os grandes jogadores da história do futebol. Pelo Real Madrid, venceu três vezes a Liga dos Campeões e virou ídolo do clube merengue. Além disso, levou a seleção da Hungria ao vice-campeonato na Copa do Mundo de 1954, realizada na Suíça. Ao longo da carreira, anotou 512 gols em 528 partidas. Não à toa, o prêmio que a Fifa dá desde 2009 ao dono do gol mais bonito do ano carrega o seu nome.

Leia também: Neymar viaja à Suíça e tenta superar Messi em prêmio da Fifa

O vencedor do prêmio Puskas referente ao ano de 2011 será conhecido nesta segunda-feira. Um dos três concorrentes é o atacante Neymar, pelo gol marcado na vitória do Santos sobre o Flamengo por 5 a 4, no primeiro turno do Campeonato Brasileiro. Os outros dois finalistas são o inglês Wayne Rooney, do Manchester United, e o argentino Lionel Messi, do Barcelona.

nullRooney está na briga graças ao gol de bicicleta que marcou na vitória por 2 a 1 no clássico de Manchester contra o City, em partida válida pelo segundo turno da temporada 2010/11 do Campeonato Inglês. Já Messi concorre com o gol que abriu o placar no triunfo sobre o Arsenal por 3 a 1, nas oitavas de final da última edição da Liga dos Campeões.

Essa não é a primeira vez que um gol brasileiro aparece na eleição dos mais bonitos da Fifa. O próprio Neymar chegou a ser pré-selecionado no ano passado por conta de um gol marcado contra o Santo André no Campeonato Paulista de 2010, mas não ficou entre os três finalistas. Quem levou o prêmio foi Hamit Altintop, com um chute certeiro na vitória da Turquia por 3 a 0 sobre o Cazaquistão nas eliminatórias da Euro-2012 (veja ao lado).

Veja também: Craque do Mundial sub-20, Henrique é convidado para festa da Fifa

nullNo ano anterior, dois outros atacantes brasileiros concorreram. Um deles foi Nilmar, que ficou em sexto lugar na votação geral graças ao gol que deu a vitória ao Internacional sobre o Corinthians, logo na primeira rodada do Brasileirão de 2009. O outro foi Grafite, cujo gol de calcanhar na vitória do Wolfsburg sobre o Bayern de Munique por 5 a 1 foi o terceiro mais votado.

O gol que acabou sendo eleito o mais bonito de 2009 foi marcado por Cristiano Ronaldo. O português, que ainda defendia o Manchester United na época, faturou o troféu com o chute certeiro de longa distância que decretou o triunfo do time inglês por 1 a 0 contra o Porto, no segundo duelo entre as duas equipes válido pelas quartas de final da Liga dos Campeões daquele ano (veja ao lado).

Leia tudo sobre: santosneymarmessirooneyfifapuskasaltintopcristiano ronaldo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG