Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Neymar conquista o prêmio de craque do Brasileirão 2011

Atacante fatura o principal prêmio do evento promovido pela CBF, nesta terça, em São Paulo. Vasco domina entre os premiados

Bruno Winckler e Marcel Rizzo, iG São Paulo |

AE
O pai de Neymar recebe o prêmio de Craque do Brasileirão 2011 para o filho
O atacante Neymar, do Santos, foi eleito o Craque do Brasileirão 2011. A cerimônia, promovida pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol), foi realizada na noite desta terça-feira, no Auditório do Ibirapuera, em São Paulo.

Como Neymar está viajando para o Japão, onde o Santos disputa o Mundial de Clubes, o prêmio foi entregue ao pai do jogador, Neymar da Silva Santos.

Veja os golaços do Brasileirão e vote no mais bonito

Os apresentadores Luciano Huck, Glenda Kozlowski e Tiago Leifert, da TV Globo, comandaram a premiação, marcada por diversas falhas de entrosamento e de gafes. Convidados que não estavam no auditório chegaram a ser chamados para subir ao palco e o envelope com um dos ganhadores demorou vários minutos a aparecer.

O craque santista concorreu ao prêmio com o também atacante Liedson, do Corinthians e com o zagueiro Dedé, do Vasco.

Mais cedo, também em São Paulo, Neymar recebeu a Bola de Ouro do campeonato, tradicional premiação promovida pela revista Placar.

Já o prêmio de Craque da Galera, escolhido em votação popular pela internet, foi entregue para o zagueiro Dedé, do Vasco. Embora tenha ido ao Ibirapuera, o jogador não foi encontrado no momento de receber o prêmio. Ele estava gravando uma participação no programa Bem, Amigos, de Galvão Bueno.

Vice-campeão, o Vasco foi o time com mais representantes entre os premiados: três. O campeão Corinthians teve dois representantes, assim como o Botafogo. Santos, Flamengo, Fluminense e Atlético-MG foram os outros times com representantes na seleção do campeonato.   

Confira os premiados no evento da CBF   
Craque do Brasileirão 2011 Neymar (Santos)
Craque da Galera Dedé (Vasco)
Revelação do campeonato Wellington Nem (Figueirense)
Melhor técnico Cristóvão Borges e Ricardo Gomes (Vasco)
Melhor árbitro Leandro Vuaden
Prêmio Especial

Rogério Ceni (São Paulo)

Artilheiro Borges (Santos)
Goleiro Jefferson (Botafogo)
Lateral-direito Fágner (Vasco)
Zagueiro pela direita Dedé (Vasco)
Zagueiro pela esquerda Réver (Atlético-MG)
Lateral-esquerdo Bruno Cortês (Botafogo)
Volante pela direita Ralf (Corinthians)
Volante pela esquerda Paulinho (Corinthians)
Meia pela direita Diego Souza (Vasco)
Meia pela esquerda Ronaldinho Gaúcho (Flamengo)
Atacante Neymar (Santos)
Atacante Fred (Fluminense)
CBF

Borges, também do Santos, recebeu o prêmio de artilheiro do Brasileirão por ter marcado 23 gols ao longo do campeonato. Também viajando rumo ao Japão, ele foi representado pelo presidente da Federação Paulista de Futebol, Marco Polo Del Nero.

Veja também: Reunião nesta terça define o futuro de Tite no Corinthians

O técnico da seleção brasileira, Mano Menezes, subiu ao palco para apresentar o prêmio de melhor treinador da competição. O prêmio ficou com Cristóvão Borges, do Vasco, que dividiu o prêmio com Ricardo Gomes, afastado por conta de um AVC (Acidente Vascular Cerebral) sofrido durante a competição.

Wellington Nem, atacante do Figueirense, ficou com o prêmio de revelação do campeonato. Ele superou Bruno Cortês, do Botafogo, e Leandro Damião, do Inter.

O goleiro Rogério Ceni, do São Paulo, recebeu uma homenagem especial por ter alcançado a marca de mil jogos na carreira durante o campeonato.

Leandro Vuaden, que concorreu ao lado de Paulo César de Oliveira e Sandro Meira Ricci, foi escolhido o melhor árbitro do Brasileirão.

Além do craque do Brasileirão 2011, jogadores de cada posição também foram premiados.

A primeira categoria a ter o prêmio anunciado foi a de melhor goleiro. Fernando Prass (Vasco), Jefferson (Botafogo) e Julio Cesar (Corinthians) concorreram ao prêmio. O botafoguense foi escolhido o melhor goleiro.

Já Réver, do Atlético-MG, foi eleito o melhor zagueiro pelo lado esquerdo do campo. Ele superou Leandro Castán, do Corinthians, e Emerson do Coritiba.

Leia ainda: Adriano esnoba festa do Corinthians e irrita clube e patrocinador

Pelo lado direito, o melhor zagueiro eleito foi o vascaíno Dedé, que superou Antonio Carlos, do Botafogo, e Rhodolfo, do São Paulo.

Paulinho, campeão pelo Corinthians, foi eleito o melhor volante pelo lado esquerdo. Ele superou Renato, do Botafogo, e Marcos Assunção, do Palmeiras.

O melhor volante pelo lado direito, pela premiação da CBF, é Ralf, também do Corinthians, que ficou à frente de Rômulo, do Vasco, e Arouca, do Santos.

O melhor lateral-direito foi Fágner, do Vasco, seguido por Mariano, do Fluminense, e Bruno, do Figueirense. Pela lateral esquerda, o vencedor foi Bruno Cortês, do Botafogo. Ele superou Juninho, do Figueirense, e Kléber, do Internacional.

Os melhores meias, anunciados pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, foram Diego Souza, do Vasco  (pela direita) e Ronaldinho Gaúcho, do Flamengo (pela esquerda).

Leia ainda: Dinamite não é convidado para evento da CBF

Neymar ainda recebeu um outro prêmio, como um dos melhores da dupla de ataque, superando Leandro Damião, do Inter, e Júlio César, do Figueirense. Ele forma dupla com Fred, do Fluminense, que ficou à frente de Borges, do Santos, e Loco Abreu, do Botafogo.

O Tupi, de Juiz de Fora (MG), o Joinville, de Santa Catarina, e a Portuguesa, receberam os troféus pelas conquistas das Séries D, C e B, respectivamente.

A festa terminou com o ex-atacante Ronaldo "Fenômeno" entregando a taça oficial pela conquista do Brasileirão ao elenco corintiano.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG