Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ney Franco quer conter a motivação contra a Argentina

Tanto o Brasil quanto os rivais vem de vitória pelo Sul-Americano sub 20. Técnico pede cuidado com "novo Messi"

Gazeta |

O técnico da seleção brasileira sub 20, Ney Franco, afirmou que o duelo contra a Argentina, no próximo domingo, é parecido a um clássico regional e que será necessário conter a motivação dos jogadores, para não haver excessos. Às 23h (horário de Brasília), o Brasil enfrenta os portenhos pela terceira rodada do hexagonal final do Sul-Americano da categoria, classificatório às Olimpíadas de Londres, em 2012.

"Nós precisamos controlar o lado da motivação dos atletas. É semelhante ao que acontece nos clássicos regionais, quando o jogo, por si só, já é motivador. Por isso, precisamos entrar nesse lado motivacional e preparar para que não passe do ponto, mas sim fique no equilíbrio, coisa que já estamos fazendo bem contra todos os adversários", explicou.

Na última madrugada, o Brasil venceu a Colômbia por 2 a 0 e manteve o 100% de aproveitamento no hexagonal final. Com seis pontos, a equipe é líder e tem dois a mais que Equador e Uruguai. Na primeira rodada da fase decisiva, o time do atacante Neymar venceu o Chile, por 5 a 1.

"No futebol, existe a palavra confiança, e quando o grupo está confiante, aumentam as possibilidades de vitória, mas nosso grupo está muito bem preparado. Agora, temos uma pedreira contra a Argentina, que é uma equipe muito boa e perigosa. Vai ser um clássico e precisamos entrar muito bem", analisou.

Os hermanos perderam a primeira partida do hexagonal por 1 a 0 para o Equador, mas triunfaram na última rodada, ao virar o duelo contra o Chile para 3 a 2. O principal responsável foi meia-atacante Juan Iturbe, contratado recentemente pelo Porto e tratado pela imprensa europeia como o "novo Messi", que participou dos três gols, sofrendo um pênalti, marcando um e iniciando a jogada de outro.

"Respeitamos muito a escola argentina. Brasil e Argentina são os maiores celeiros, são os dois países que revelam mais jogadores. As duas seleções têm jogadores que podem desequilibrar. Do mesmo jeito que temos o Neymar, eles também têm grandes nomes. O gol de Iturbe foi um golaço. É um jogador que desequilibra e temos que ter cuidado", avisou.

Leia tudo sobre: Seleção BrasileiraArgentinaSul-AmericanoSub 20

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG