Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ney Franco pede mudança em calendário e sugere estaduais menores

Técnico da seleção sub 20 acha que aumento da Copa do Brasil irá desgastar ainda mais os clubes

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

Divulgação
Ney Franco (à esq.) acha que estaduais devem sofrer mudanças
Com a mudança no calendário do futebol brasileiro, anunciada na última semana pela CBF, os times que disputarão a Copa Libertadores também poderão participar da Copa do Brasil a partir de 2013. Apesar de permitir que os clubes possam jogar as duas competições, a novidade aumentará o número de partidas, elevando o desgaste de parte das equipes durante a temporada.

Leia mais: Ney Franco lamenta ‘Pan pífio’ e se coloca à disposição para 2012

Para o coordenador das categorias de base da seleção brasileira, Ney Franco, uma alternativa seria a revisão dos campeonatos estaduais, diminuindo o número de partidas e aumentando o tempo para a pré-temporada das equipes.


“Acho que tem que ser pensado em diminuir o tempo ou diminuir o número de participantes nos estaduais, pois realmente um clube que participa de estadual, Brasileiro, Libertadores e agora a Copa do Brasil, fica com um calendário extenso demais. E isso se reflete em determinado momento na queda de desempenho das equipes, na reta final da temporada”, analisou o treinador da seleção sub 20.

Veja mais: Klinsmann defende permanência de Neymar e exalta Olimpíadas

Para Ney Franco, a mudança precisa ser debatida pelos treinadores, para que os times menores também não sejam prejudicados. “Acho que tem que em algum momento sentar e definir o que é melhor para o futebol brasileiro na questão do calendário. A gente vê que tem algumas mudanças de uma competição para a outra, temos gente que valoriza o estadual, outras não, tem a tradição do estadual também, mas é preciso parar para avaliar o melhor para todos”, declarou Ney Franco.

Veja também: Dunga admite voltar ao futebol em 2012, mas sem pressa

Alçado para o cenário nacional do futebol após levar o Ipatinga à semifinal da Copa do Brasil de 2006, o treinador aprovou a mudança na competição e acredita que mesmo com a entrada de clubes que disputarão a Libertadores, as surpresas podem continuar acontecendo no torneio.

“Acho que vai enriquecer e valorizar mais a competição, trazendo times que acabavam penalizados por disputar a Copa Libertadores. Desde que os times medianos realizem um bom trabalho, podem medir forças e o torneio ainda pode reservar surpresas para os próximos anos”, finalizou.
 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG