Seleção brasileira venceu a Espanha no pênaltis por 4 a 2 após empate por 2 a 2 em 120 minutos e está na semifinal do Mundial

selo

AFP
Seleção brasileira bateu a Espanha e agora pega o México no Mundial sub 20
O técnico Ney Franco apontou as mudanças táticas realizadas durante o duelo com a Espanha e a postura da equipe como fatores decisivos para a classificação da seleção brasileira às semifinais do Mundial sub 20. Na noite de domingo, a equipe triunfou por 4 a 2 na disputa de pênaltis , após um empate de 1 a 1 no tempo normal e outro 1 a 1 na prorrogação, em Pereira, na Colômbia.

"Conforme previsto, tivemos um jogo dificílimo. Esta seleção da Espanha é excelente, mas ganhamos porque estávamos afinados técnica e taticamente, além de bem preparados fisicamente. Os espanhóis certamente jogaram melhor, mas os meus jogadores lutaram e conseguiram responder de maneira tática ao futebol deles", disse o treinador.

Após o domínio inicial da Espanha, o Brasil conseguiu equilibrar o jogo após Ney Franco recuar o volante Casemiro e utilizá-lo como um terceiro zagueiro. "No início a Espanha foi superior, mas soubemos responder e criar oportunidades. Poderíamos inclusive ter terminado o primeiro tempo vencendo por 2 a 0, mas depois, quando os espanhóis empataram, jogamos de igual para igual", comentou.

Ney Franco exaltou o desempenho do Brasil na disputa de pênaltis e prometeu que a equipe será forte diante do México, quarta-feira, pelas semifinais. "Nos pênaltis, temos excelentes cobradores e um ótimo goleiro, e isso é tudo de que se precisa para vencer uma disputa de cobranças. Esta equipe tem muita qualidade, além de já possuir um senso tático bastante desenvolvido. Ela soube se adaptar à Espanha, por exemplo, e saberá mudar para enfrentar o México", afirmou.

Para Danilo, eliminar a Espanha foi uma demonstração de força do Brasil para a sequência do Mundial sub 20. "Ganhamos várias partidas nesse Mundial, mas acho que todos nós sabíamos que faltava um algo a mais. Hoje provamos que temos esse algo a mais. Ganhamos essa partida com o coração", disse.

Empolgado com a classificação, o goleiro Gabriel descartou o status de herói, apesar de ter defendido duas cobranças de pênalti. "Fui bem, mas isso é mérito de toda a equipe, que correu muito o jogo todo. Queria agradecer também toda a comissão técnica, que preparou a gente muito bem para este duelo. Principalmente o Maia (preparador de goleiro), que me orientou sobre os batedores de pênaltis deles", afirmou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.