Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Neuer salva Schalke 04 de goleada, mas Manchester United vence

Goleiro foi o destaque do primeiro jogo da semifinal da Liga dos Campeões, mas não evitou a derrota

Allan Brito, iG São Paulo |

Se o Schalke 04 ainda tem alguma chance de disputar a final da Liga dos Campeões, tem que agradecer a uma só pessoa: o goleiro Manuel Neuer, que parou sozinho o Manchester United durante 67 minutos de jogo. Mesmo assim, o time inglês venceu o jogo por 2 a 0 e agora pode até perder por um gol de diferença, jogando em casa, para conquistar uma vaga na final da Liga dos Campeões 2010/2011.

Manchester United contra Neuer - assim pode ser resumido o primeiro tempo do jogo. Isso porque o goleiro alemão teve que salvar, desde os primeiros minutos, o Schalke 04 de uma goleada. Com uma tática ofensiva, rápidos contra-ataques e boas atuações de Javier Hernández "Chicharito", Ryan Giggs e Fábio, o Manchester United dominou completamente o jogo.

O placar só não foi aberto por conta de Neuer, que acumulou pelo menos seis defesas difíceis só nos primeiros 45 minutos. O curioso é que ele está entre os especulados para substituir o holandês Van der Sar no Manchester, quando este se aposentar, no final da temporada europeia.

Porém, no segundo tempo, Giggs e Rooney resolveram provar que Neuer não era intransponível. Com gols marcados em sequência, eles colocaram o Manchester United em vantagem na briga por uma vaga na semifinal da Liga dos Campeões.

O jogo
Com dois atacantes e três armadores, o Manchester United mostrou, desde antes do jogo, que pretendia atacar. E quando a bola rolou em Gelsenkirchen, o planejamento do time inglês foi confirmado, com muita pressão contra o time alemão.

O goleiro Manuel Neuer foi o responsável por manter a igualdade no placar e já mostrou que estava disposto a fazer "milagres" desde os cinco primeiros minutos. Ele fez difíceis defesas em chutes de Rooney e Park Ji-Sung. A resposta do Schalke só veio aos sete minutos, quando o brasileiro Edu conseguiu finalizar, mas Van der Saar fez a defesa.

Mas a reação do time alemão durou pouco. Aos 13 minutos, o lateral brasileiro Fábio, improvisado pela direita, conseguiu uma arrancada no contra-ataque e por pouco não acertou um passe para deixar Rooney na cara do gol. Um minuto depois, foi a vez de Neuer trabalhar de novo, salvando uma chance frente a frente com Javier Hernández, o "Chicharito".

Aliás, o atacante mexicano era quem mais dava trabalho para a defesa do Schalke. Aos 20 minutos, ele se livrou de um defensor na entrada da área e chutou rente ao gol. Depois, voltou a ficar de frente para o goleiro Neuer, mas optou por tentar o toque para Rooney, que foi interceptado pela defesa.

A pressão do Manchester United não acabava: após lançamento longo, "Chicharito" conseguiu dominar a bola e entrar na área em velocidade. Ele chutou cruzado, mas não acertou o gol.

Logo depois desse lance, aos 26 minutos, a defesa mais complicada de Neuer aconteceu. Giggs cabeceou a bola de dentro da área e, no puro reflexo, o goleiro evitou mais uma vez o gol do Manchester United.

Após alguns minutos de calmaria, o Manchester united voltou a criar uma chance clara de gol e parou em... Neuer! Chicharito chutou da entrada da área, o goleiro espalmou e, no rebote, Park chutou em cima da defesa do Schalke. Aos 37 minutos, após confusão na área, a bola sobrou para Fábio, que, com a perna esquerda, chutou por cima do gol na décima finalização do Manchester United no jogo.

Enquanto isso, o Schalke só assistia, pouco atacava e agradecia por contar com Neuer como goleiro. Até porque, no final do primeiro tempo, aos 44 minutos, ele voltou a defender um chute de Giggs, que ficou na sua frente e não conseguiu balançar as redes. E assim acabou o primeiro tempo: 0 a 0, graças a Neuer.

No início do segundo tempo algo mudou, mas não a favor do Schalke. Acontece que dessa vez a culpa pelo 0 a 0 ficou com Neuer, claro, mas também com Giggs. No primeiro minuto, foi o goleiro que fez outra defesa difícil, após cabeceio de Evra. No segundo, Giggs recebeu a bola dentro da área, teve calma para driblar dois zagueiros, teve o gol limpo à sua frente, mas chutou com a perna direita para longe.

Aos seis minutos do segundo tempo, "Chicharito" finalmente conseguiu superar Neuer. Ele ficou sozinho dentro da área e acertou o chute, mas o árbitro marcou impedimento.

Depois desse lance, o Manchester United finalmente diminuiu o ritmo, o que fez com que a torcida do Schalke se animasse. No embalo, o time até passou a atacar com mais frequência, mas sem criar chances reais de gol.

Porém, aos 21 minutos do segundo, o Manchester United voltou a atacar e dessa vez Neuer não conseguiu segurar o 0 a 0. Rooney arrancou com a bola da esquerda para o meio, fingiu que ia chutar, mas com a finta achou espaço e fez uma enfiada de bola para Giggs. O experiente galês entrou na área e conseguiu se vingar de Neuer.

Dois minutos depois, foi Rooney que resolveu provar como era possível superar Neuer. Ele recebeu passe de "Chicharito" e finalizou com perfeição, mais uma vez sem chances para o goleiro alemão.

AFP
Jogadores comemoram com alívio o gol de Rooney, o segundo do Manchester no jogo

Depois dos gols, o jogo esfriou, até por causa das várias substituições que os dois técnicos fizeram. O Schalke não mostrou disposição e nem talento para esboçar qualquer reação, enquanto o seu adversário tentava administrar o jogo com uma formação mais recuada - e conseguia mesmo assim. Aos 42 minutos do segundo tempo, Evra ainda conseguiu invadir a área e chutar cruzado com perigo, mas o jogo terminou mesmo 2 a 0 a favor do Manchester United.

FICHA TÉCNICA: SCHALKE 04 0 X 2 MANCHESTER UNITED

Local: Arena AufSchalke, em Gelsenkirchen
Data: 26 de abril de 2011, terça-feira
Horário: 15h45 (de Brasília)
Árbitro: Carlos Velasco Carballo
Cartões amarelos: Metzelder e Sarpei (SCH); Fábio (MAN)

GOLS: Giggs, aos 21 minutos do segundo e Rooney, aos 23 minutos do segundo tempo.

SCHALKE 04: Neuer; Uchida, Matip, Metzelder, Sarpei (Escudero); Farfán, Papadopoulos, Jurado (Julian Draxler) e Baumjohann (Kluge); Raúl e Edu. Técnico: Ralf Rangnick

MANCHESTER UNITED: Van der Sar; Fábio, Vidic, Ferdinand, Evra; Carrick, Giggs, Park Ji-Sung (Scholes) e Valencia; Rooney (Nani) e Javier Hernández (Anderson). Técnico: Alex Ferguson

 

 

 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG