Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Neto Berola diz que gol no clássico é o mais marcante da carreira

Jogador do Atlético-MG tem três gols na temporada e agora busca uma vaga no time titular contra o Guarani

Victor Martins, iG Belo Horizonte* |

Divulgação
Neto Berola comemora gol diante do Palmeiras, pela Brasileirão de 2010
Neto Berola marcou apenas sete gols com a camisa do Atlético-MG, nas 33 vezes que esteve em campo pelo clube de Belo Horizonte. Entre todos os gols que ele já fez, o último é especial. Além de ter sido no maior clássico do estado, o gol diante do Cruzeiro garantiu a vitória do Atlético-MG na partida. Foi dele o quarto gol no triunfo por 4 a 3.

Além do clássico, Neto Berola fez gols para o Atlético-MG nas partidas contra Vitória, Avaí, duas vezes contra o Palmeiras e também duas vezes contra o Tupi. Embora o primeiro gol com pelo time alvinegro tenha sido contra o seu ex-clube, o Vitória, fazer gol no Cruzeiro não tem sensação igual.

“É muito diferente fazer um gol no clássico, ainda mais quando você marca e o time sai com a vitória. Estamos todos de parabéns, agora é dar continuidade a este belo trabalho que o Dorival vem fazendo”, revelou o jogador, com exclusividade ao iG.

Foi a segunda partida seguida que Neto Berola saiu do banco de reservas para fazer gol. Apesar de toda a concorrência que ele tempo por uma vaga no ataque titular do Atlético-MG, o jogador ressalta a importância de grupo forte. Contra o Guarani, de Divinópolis, Neto Berola pode ser o titular na vaga do suspenso Diego Tardelli.

A tarefa não vai ser fácil, já que Jobson, Mancini, Wesley e Ricardo Bueno podem entrar no time. “O grupo está muito unido, tanto quem entra jogando e quem entra no segundo tempo têm dado o seu melhor. Mostrou que as contratações estão dando certo, então agora é trabalhar para dar continuidade”, comentou Neto Berola.

Para o atacante do Atlético-MG, o gol contra o Cruzeiro poderia ter sido um pouco melhor, caso ele tivesse perto da torcida do clube. Já que o rival era mandante e tinha torcida única, Neto Berola foi comemorar com os companheiros para evitar confusão.

“Fui comemorar com os companheiros, que estavam do lado de fora dando força. Então foi merecido comemorar com eles”.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG