Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Nervoso em casa, Milan perde do Tottenham e se complica na Liga

Com lances duros e várias discussões iniciadas por Gattuso, jogo de ida das oitavas teve vantagem inglesa

Gazeta |

O Milan recebeu o Tottenham nesta terça-feira no estádio San Siro, em Milão. No entanto, mais pareceu que atuava White Hart Lane, estádio do adversário inglês. Acuado em seu campo e respirando mais apenas no segundo tempo, os italianos foram surpreendidos quando resolveram atacar e perderam por 1 a 0 em casa.

Para chegar às quartas de final da Liga dos Campeões, o rubro-negro milanês agora precisa vencer por um gol de diferença no jogo de volta, em 9 de março, e marcar ao menos dois gols. Vitória por 1 a 0 leva o confronto para a prorrogação. Qualquer outro resultado garante a surpresa inglesa.

Pelo que apresentou no primeiro tempo, os anfitriões devem credenciar ao goleiro Abbiati, que saiu machucado com 18 minutos de partida, e à má pontaria dos homens de frente do clube londrino o fato de não ir para o intervalo com uma derrota parcial. No segundo tempo, o time ganhou ânimo com a entrada de Pato no lugar de Seedorf, mas se perdeu no excesso de nervosismo, principalmente do volante Gattuso, que se exaltou com a comissão técnica inglesa, e levou gol de Crouch, aos 34 minutos do segundo tempo, em contra-ataque puxado do campo da defesa por Lennon.

Agora, o Milan se volta para manter sua liderança tranquila no Campeonato Italiano. A equipe enfrenta o Chievo no domingo para, pelo menos, continuar a três pontos do segundo colocado, o Napoli. Já o Tottenham recebe o Arsenal em um duro confronto na tentativa de deixar a zona intermediária da liga inglesa.

Veja imagens das partidas das oitavas da Liga desta terça:


O jogo
Ciente das qualidades mostradas pelo Tottenham para terminar a primeira fase da Liga dos Campeões na liderança de um grupo que tinha a Inter de Milão, a atual campeã, o técnico Massimiliano Allegri resolveu inovar para preencher seu meio-campo e compensar os desfalques dos recém-contratados Cassano, Van Bommel e Emanuelson.

O comandante rubro-negro tentou fechar sua área com uma linha de quatro defensiva e escalou Thiago Silva como volante ao lado de Gattuso. Faltou, no entanto, ousadia para colocar Alexandre Pato como titular. O treinador apostou na criatividade do veterano Seedorf e na chegada de Flamini para abastecer Robinho e Ibrahimovic, o que não aconteceu.

A estratégia defensiva também deu errado. Mesmo sem o meia galês Gareth Bale, grande destaque do time na primeira fase, que está machucado, o Tottenham conseguiu manter seu estilo e pressionar o adversário em seu campo. Lennon passava por Antonini como queria e encontrava sempre Van der Vaart e Pienaar chegando ou Crouch livre dentro da área.

O goleiro Abbiati executou pelo menos quatro excelentes defesas, tanto cortando cruzamentos ou evitando arremates de dentro ou de fora da área. Até que sentiu dor no pescoço em choque com Crouch e foi substituído por Amelia. O tempo da alteração, pelo menos, serviu para Gattuso ser designado para ajudar Abate na lateral direita e trancar um dos espaços encontrados pelo Tottenham.

Se conseguiu diminuir o ímpeto rival, o Milan não encontrou uma maneira de jogar. Bem marcado e já sem a condição física de anos atrás, Seedorf pouco tocava na bola. E o Tottenham, com disposição para atacar em bloco e se fechar com rapidez quando perdia a bola, forçava os pouco criativos defensores italianos a lançarem.

Ibrahimovic e Robinho até voltavam para tentar organizar a equipe na frente. Mas, quando o faziam, encontravam adversários demais como obstáculos. Com isso, os donos da casa tiveram apenas três chances de gols no primeiro tempo, duas com Ibrahimovic impedido e outra em chute torto de Robinho.

Assustado com o que viu, Allegri resolveu ousar e colocou Alexandre Pato no lugar de Seedorf nos primeiros minutos. Junto com o brasileiro, veio o ânimo que faltava ao Milan, que dominou o confronto nos primeiros 15 minutos, apostando principalmente na bola aérea, e não abriu o placar porque Gomes, goleiro brasileiro do time inglês, estava em noite inspirada.

Sem conseguir fazer gols, os milaneses sentiram as consequências da pressão sofrida no primeiro tempo e se perdeu em seus nervos. Com um carrinho criminoso que tirou Corluka de jogo, Flamini poderia ser expulso e só levou um amarelo aos nove minutos do segundo tempo. Mais tarde, Gattuso apareceu agredindo o técnico adversário, Harry Redkanapp, com um empurrão no pescoço, bateu em Crouch e se tornou o símbolo do descontrole milanês ao levar amarelo e ficar suspenso do jogo de volta.

Perdido, o Milan se lançou ao ataque sem organização. Foi punido por quem pensava em campo. Do campo de defesa, aos 34 minutos, Lennon puxou um contra-ataque, deixou Yepes no chão para entrar na área e deu o gol de presente para Crouch, vítima de Gattuso que se manteve tranquilo em campo para ajudar seu time.

Na base da raça, os donos da casa acuaram os ingleses em sua área, quase marcaram com Robinho em chute que Dawson bloqueou na pequena área e até empataram com Ibrhaimovic no último minuto, mas o sueco fez falta em Dawson. No fim, a derrota ficou marcada por mais um descontrole de Gattuso, que ameaçou quase toda a delegação do Tottenham e conseguiu agredir um dirigente no banco.

FICHA TÉCNICA - MILAN 0 X 1 TOTTENHAM

Local: Estádio San Siro, em Milão (Itália)
Data: 15 de fevereiro de 2011, terça-feira
Horário: 17h45 (de Brasília)
Árbitro: Stéphane Lannoy (França)
Assistentes: Eric Dansault e Laurent Ugo (ambos da França)
Cartões amarelos: Flamini, Yepes e Gattuso (Milan)

Gol: TOTTENHAM: Crouch, aos 34 minutos do segundo tempo

MILAN: Abbiati (Amelia); Abate, Nesta, Yepes e Antonini; Gattuso, Thiago Silva, Flamini e Seedorf (Alexandre Pato); Robinho e Ibrahimovic. Técnico: Massimiliano Allegri

TOTTENHAM: Gomes; Corluka (Woodgate), Gallas, Dawson e Ekotto; Wilson Palacios, Sandro, Lennon, Van der Vaart (Modric) e Pienaar (Kranjcar); Crouch. Técnico: Harry Redknapp

Leia tudo sobre: milanfutebol mundialitálialiga dos campeõesinglaterra

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG