Os pernambucanos sofreram, mas conseguiram alcançar a virada por 2 a 1 sobre o Icasa, no Ceará

O Náutico, enfim, conseguiu vencer dois jogos seguidos na Série B do Campeonato Brasileiro para se aproximar da faixa que dá vaga na primeira divisão. Neste sábado, os pernambucanos sofreram, mas conseguiram alcançar a virada por 2 a 1 sobre o Icasa, no Ceará.

O resultado deixa o time na oitava colocação, mas com 16 pontos, um a menos do que o Paraná, dono do quarto lugar do torneio. Os cearenses, por sua vez, não mudam seu quadro: continuam na 18ª posição, na zona de rebaixamento, com somente nove pontos conquistados.

Os anfitriões, contudo, poderiam se dar melhor se mantivessem o resultado criado com o gol de Fabio Lopes, aos 19 minutos do primeiro tempo. Na etapa final, contudo, os pernambucanos marcaram com Ronaldo Alves, aos 13, e Rogério, aos 24, levando três pontos para casa.

O clube alvirrubro tenta manter o embalo visando o retorno à Série A na terça-feira, às 21 horas (de Brasília), quando receberá o Americana nos Aflitos. Já o Icasa tentará se recuperar às 16h20 do próximo sábado em visita ao Grêmio-SP.

O jogo

Com passes lentos e, muitas vezes, errados, Icasa e Náutico realizaram um início de confronto morno. Mesmo nesta condição, porém, os anfitriões souberam usar esta condição para ter mais oportunidades e buscar a vitória.

O goleiro Gideão, que estreava como titular no Timbu, não realizou muitas defesas complicadas, mas teve trabalho na primeira metade do confronto. Seus zagueiros não conseguiam deixar a bola longe de sua área e davam espaço para as finalizações, fossem elas de cabeça ou com os pés.

O provável gol do Icasa ocorreu aos 19 minutos, em uma bobeira da defesa pernambucana. O atacante Diogo teve até certa facilidade para passar seu marcador e arrematar cruzado. Gideão espalmou, mas Fabio Lopes não tinha ninguém para atrapalhá-lo e abriu o placar no rebote.

O Náutico, então, avançou e resolveu arriscar chutes. A grande mudança de atitude, entretanto, ocorreu na volta do intervalo, quando os atacantes e meias abriram o jogo. Pelas laterais, confundiram os defensores adversários e cavaram espaço para criar as jogadas que resultaram em bolas balançando as redes.

A primeira ocorreu aos 13 minutos do segundo tempo, quando Ronaldo Alves, na linha da pequena área, na primeira trave, se antecipou aos rivais em cobrança de escanteio e testou a bola para empatar. Aos 24 minutos, o Icasa, mesmo com mais gente na área, perdeu as divididas e deixaram Kieza ir à linha de fundo para Rogério, livre, marcar.

Mais consciente, coube ao Náutico administrar a vantagem mantendo a bola em seus pés. O Icasa tentou empatar na base da vontade, mas não tinha qualidade para continuar levando perigo a Gideão. Terminou o sábado sem conquistar nenhum ponto em sua casa e só não levou mais gols porque Ricardo Xavier desperdiçou oportunidades claras.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.