Com escapadas de contra-ataque, o time pernambucano surpreendeu o adversário em pleno Serra Dourada

O Náutico conquistou uma importante vitória na noite desta sexta-feira ao bater o Goiás por 2 a 1, jogando fora de casa, no estádio Serra Dourada, em partida válida pela 21ª rodada da Série B. Após um primeiro tempo sonolento, o Náutico conseguiu marcar em duas boas escapadas de contra-ataque e cravou o triunfo com gols de Kieza e Eduardo Ramos. Iarley descontou nos acréscimos.

Com os três pontos, a equipe se recupera dos empates com as líderes Ponte Preta e Portuguesa, alcança a marca de sete jogos sem derrota e encosta exatemente nas duas rivais, possuindo 38 contra 39 de ambas (a Portuguesa ainda joga neste sábado). Os goianos, por outro lado, estacionam nos 28 e veem aumentar a distância para o G4.

Na próxima rodada, o Náutico encara o Criciúma, nos Aflitos. Enquanto isso, o Goiás tenta a recuperação contra o temido ASA-AL, no estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca, local onde o adversário perdeu apenas um jogo no torneio.

Everton saiu do campo e depois ainda teve ser levado para o hospital em uma ambulância
AE
Everton saiu do campo e depois ainda teve ser levado para o hospital em uma ambulância

O Jogo
O primeiro tempo de partida pouco teve de emoção. Com os dois times bem postados e evitando se lançar ao ataque, as chegadas só aconteceram quando alguns elementos supresas se aventuraram na frente. Os lances, no entanto, foram muito escassos para uma equipe que procura entrar firme na briga pelo G4 e outra que quer se manter lá, como o Náutico.

O primeiro registro a ser feito foi a lesão do volante Everton, que se chocou com Elivelton de cabeça e teve de ser substituído para a entrada de Lenon. O meio-campista, então, saiu de campo, com o rosto inchado. Já no banco de reservas, ele começou a preocupar os médicos do Timbu, pois presentava a visão um pouco turva e formigamento na mão. Assim, foi encaminhado para um hospital da região para ser avaliado.

Em termos de chutes a gol, dois merecem ser recordados: o primeiro foi para o Goiás, com Elivelton, que invadiu a para após passe de Carlos Alberto e bateu cruzado para boa defesa de Gideão. O outro, para os visitantes, veio em belo lance de Élton, que passou por dois adversários e tocou na saída de Harlei, mas não conseguiu bater o arqueiro esmeraldino.

Já na segunda etapa, o ritmo melhorou. Logo no primeiro lance, Iarley colocou Wellington na cara do gol, mas o atacante foi pego em impedimento. Aos dez minutos, foi a vez de Iarley tentar o gol, mas o atacante chutou ao lado da trave. Na resposta, o time da casa foi punido. Em contra-ataque bem armado, Peter invadiu a área pela direita e tocou para trás. Kieza, livre, só teve o trabalho de estufar as redes.

O Goiás, então, partiu para o ataque. Mas levou um balde de água fria pouco depois. Marcinho Guerreiro tentou passar por Eduardo Ramos, mas perdeu a bola para o meia, que partiu carregando a bola desde a intermediária do Náutico. Após atravessar quase o campo todo, de frente para Harlei, ele tocou rasteiro e marcou o segundo.

Após abrir vantagem, coube ao time visitante administrar o duelo e contar com o nervosismo dos donos da casa, que não conseguiram impor uma pressão para marcar o seu tento. O único premiado foi Iarley, que completou 100 jogos com a camisa do clube marcando de cabeça, já aos 46 do segundo tempo. As vaias, porém, ecoaram no Serra Dourada.

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 1 X 2 NÁUTICO

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia
Data: 02 de setembro de 2011, sexta-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Pablo Almeida da Costa e Marcus Vinicius Gomes (ambos de MG)
Cartões Amarelos: Marcão (Goiás); Marcinho Guerreiro (Náutico)
Gols: GOIÁS: Iarley, aos 46 minutos do segundo tempo
NÁUTICO: Kieza, aos 13 minutos, e Eduardo Ramos, aos 23 minutos do segundo tempo

GOIÁS: Harlei; Douglas, Rafael Tolói, Ernando e Marcão (Max Pardalzinh0); Marcinho Guerreiro, Alan Bahia, Carlos Alberto (Diniz) e Elivelton; Wellington (Jonathan) e Iarley
Técnico: Márcio Goiano

NÁUTICO: Gideão; Peter, Diego Bispo, Ronaldo Alves e Jeff Silva; Everton (Lenon), Elicarlos (Neno), Elton e Eduardo Ramos (Alex Fraga); Rogério e Kieza
Técnico: Waldemar Lemos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.