Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Náutico recebe Trem-AP e precisa de vitória para evitar vexame

Time pernambucano foi surpreendido em Macapá, no jogo de ida, perdendo por 2 a 1 pela Copa do Brasil

Gazeta |

O Náutico foi para o Amapá enfrentar o Trem-AP no jogo de ida da primeira fase da Copa do Brasil, na última quarta-feira, e foi surpreendido: perdeu, por 2 a 1. Nesta quinta-feira, às 19h30(de Brasília) a equipe recebe o time do Amapá no estádio dos Aflitos e precisa vencer para não sair precocemente da Copa do Brasil.

A equipe do Timbu ainda não está definida para o duelo. Na zaga, apenas Éverton Luiz, vice-artilheiro do Campeonato Pernambucano com cinco gols marcados, está confirmado. Jorge Felipe, que completou a defesa do Naútico na partida de ida, foi expulso e não joga nesta quinta. Wescley e Rafael Nitsche brigam pela posição.

Na lateral direita, Rodrigo Heffner, que estreou contra a Cabense no Estadual, não poderá disputar a Copa do Brasil pelo Timbu, pois já fez uma partida pelo Guarani no torneio. Por isso, Peter deve voltar à lateral. Elicarlos, Eduardo Ramos e Jeff Silva, que foram poupados no primeiro jogo, estão à disposição. Bruno Menghel, que também foi preservado, tem o retorno certo e pode formar o ataque com Ricardo Xavier e Kieza, caso o técnico Roberto Fernandes decida jogar com três atacantes.

No Campeonato Pernambucano, o Náutico está invicto há 11 jogos. Por isso, o técnico Roberto Fernandes quer trazer para a Copa do Brasil o bom desempenho recente da equipe no torneio estadual.

Para Eduardo Ramos, independente do esquema tático, o Náutico não pode correr riscos. "Se jogarmos com dois ou três atacantes, vamos jogar para vencer. O ideal é matar o jogo o mais rápido possível para não corrermos nenhum risco. Uma desclassificação aqui seria uma tragédia", afirmou ao Jornal do Commercio.

O Trem-AP realizou coletivo na última terça-feira e teve a volta dos jogadores Jean Macapá, que saiu da partida de ida lesionado, e Déo Curuçá, que estava com uma lesão no calcanhar que o tirou do primeiro jogo. A tendência é de que o técnico Vitor Jaime mantenha o time que venceu o duelo da última quarta-feira.

Para passar de fase, o Náutico precisa vencer o Trem-AP por 1 a 0 ou por vantagem de dois ou mais gols. 2 a 1 a favor do Náutico leva a decisão para os pênaltis, e vitórias de 3 a 2 em diante, para o Timbu, classificam o time do Amapá. Quem avançar nesta quinta, enfrentará o Bangu, que eliminou a Portuguesa após vencer o primeiro jogo por 3 a 1 e ser derrotado por 1 a 0 no segundo, diferença insuficiente para eliminação do time carioca.

Leia tudo sobre: copa do brasil 2011náuticotremzebraamapámacapá

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG