Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Náutico bate o Brasiliense e se afasta da zona do rebaixamento

O único gol da importante vitória pernambucana saiu dos pés do lateral direito Flávio, no final do primeiro tempo

Gazeta Esportiva |

O Náutico conquistou uma importante vitória neste sábado ao bater o Brasiliense por 1 a 0, fora de casa, numa partida decisiva para os dois times, que lutam para se livrar da Série C em 2011. Em um jogo sem muitas chances e com um gramado horrível, o tento, muito inusitado, saiu dos pés do lateral direito Flávio, no final do primeiro tempo.

Com o resultado, o time pernambucano chegou aos 45 pontos e respirou na briga contra o rebaixamento, abrindo cinco pontos em relação ao Ipatinga e ao adversário deste sábado. O Brasiliense, por outro lado, perdeu uma ótima chance de se livrar do fantasma, ficando há três pontos do primeiro time fora do descenso.

Na próxima rodada, os pernambucanos têm mais um jogo-chave na luta contra a degola, quando recebe o Vila Nova, nos Aflitos. Enquanto isso, o Brasiliense recebe a já desinteressada Ponte Preta.

O jogo 
A partida começou muito equilibrada, com as duas equipes encontrando dificuldade em tocar a bola no meio-campo e não dando muita continuidade das jogadas, principalmente pelo péssimo estado do gramado na Boca do Jacaré.

Mostrando um pouco mais de ambientação, o Brasiliense ainda conseguia ameaçar nas bolas paradas de Ruy, mas não tinha nenhuma chance muito aguda. A grande reclamação foi aos 25, quando Ferrugem se preparava para chutar no meio da área e acabou caindo, reclamando ter sido deslocado por Élton. O juiz nada marcou.

No final do segundo tempo, quando tudo se encaminhava para o 0 a 0 no intervalo, o Náutico chegou ao seu gol e desceu para os vestiários em vantagem.

Após lance confuso na entrada da área do Brasiliense, Flávio foi lançado e acabou deixando a bola correr demais. O lateral evitou a saída e ficou sem ângulo, porém, aproveitando falha do goleiro Eduardo, que fechou o meio da área, Flavio achou um espaço entre o arqueiro e a trave, mandando a bola para o fundo do gol.

Na etapa final, as equipes fizeram mais uma batalha, muito truncada. Demonstrando muita vontade, os dois lados pouco apresentavam em termos de técnica e organização tática.

As poucas chances ainda saíram para o Náutico, que chegava bem com Erick Flores e Bruno Meneghel. Aos 10 minutos, na melhor delas, o meia, na entrada da área, acabou mandando a redonda por cima do gol.

O Brasiliense ainda conseguiu ameaçar com Acosta, que, aos 38, bateu colocado rasteiro, mas a bola acabou saindo ao lado da trave do goleiro Bruno. A última chance saiu de uma enorme pressão dos donos da casa, com muita confusão na área após dois chutes de Dieguinho. A vitória, poré, ficou mesmo com o Náutico.

FICHA TÉCNICA
BRASILIENSE 0 x 1 NÁUTICO

Local:
Estádio Boca do Jacaré, em Taguatinga (DF)
Data: 13 de novembro de 2010, sábado
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Djalma Beltrami (RJ)
Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e Ricardo de Almeida (RJ)
Cartões Amarelos: Thiaguinho (Brasiliense); Henrique, Geílson e Auremir (Náutico)
Gols: NÁUTICO: Flávio, aos 43 minutos do primeiro tempo

BRASILIENSE: Eduardo; Ruy (William), Fábio Braz, Santiago e Dieguinho; Luciano Totó, Thiaguinho, Danilo Portugal (Bebeto), Ferrugem e Adriano Felício (Acosta); Aloísio
Técnico: Andrade

NÁUTICO: Bruno; Flávio (Philipe), Diego Bispo, Walter e Jeff Silva; Ramirez, Élton, Henrique e Erick Flores (Auremir); Geílson e Bruno Meneghel (Wallace)
Técnico: Roberto Fernandes

Leia tudo sobre: brasiliensenáuticosérie b

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG