Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

"Não é o Celso Roth que é responsável por tudo", diz o treinador

Comandante do Inter lembra que outros times também estão enfrentando dificuldades no início da temporada

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

Gabriel Cardoso
Técnico confirmou Cavenaghi entre os titulares
O técnico Celso Roth acha que está sendo demasiada a cobrança colocada sobre ele no início do ano. A projeção é que ele pode ser demitido do Inter na quarta-feira caso não vença o Jaguares pela Libertadores, mas o técnico acha que até mesmo as cobranças quanto a eliminação do time B estão caindo sobre ele.

“Não é o Celso Roth que é responsável por tudo. A torcida estava comigo na Libertadores (de 2010). Eu quero buscar o exemplo positivo. O torcedor cobra o momento. Veio a frustração do Mundial, agora o torcedor cobra que os titulares deveriam estar em campo sempre, como se fossem máquinas. Desde o Brasileirão do ano passado foi assim. Agora como o B não ganhou virou crise. Jogar esta pressão sobre a equipe que nem jogou o Gauchão, só usou esta competição como preparação, é um exagero muito forte”, reclamou o treinador.

O técnico do Inter seguiu ressaltando que o time está no início do trabalho e por isso não pode ser tão cobrado. Roth pegou outros exemplos e comparou com o momento do Inter.

“Temos uma cultura criada e o torcedor acha que o time tem que dar resultado para ontem. Adilson (Batista) já está tendo problemas no Santos, o Tite já teve no Corinthians, o Muricy foi eliminado no Rio”, disse.

Roth confirmou que Cavenaghi será o substituto de D´Alessandro. O argentino formará a dupla ofensiva com Leandro Damião. O Inter recebe o Jaguares nesta quarta-feira às 21 horas e 50 minutos. Vencendo, pode assumir a liderança do grupo, se perder, fica em situação delicada, com um ponto em dois jogos.
 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG