Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Nadal minimiza dores, e se diz pronto para semifinal de Wimbledon

Espanhol tem tido problemas físicos e agora enfrentará o escocês Andy Murray, favorito da torcida inglesa

AE |

selo

O espanhol Rafael Nadal minimizou as dores no pé esquerdo e disse estar pronto para a semifinal de Wimbledon, na sexta, contra o escocês Andy Murray, favorito da torcida inglesa. O número 1 do mundo avisou que deverá usar analgésicos no local para não ter problemas durante a partida decisiva.

"Não estou preocupado com o meu pé. Com o analgésico, eu não sinto nada no local. Não sinto qualquer dor", ressaltou o atual campeão de Wimbledon. Nadal começou a sentir dores no pé durante o jogo com o argentino Juan Martín Del Potro, nas quartas de final. Ele chegou a receber atendimento médico em quadra e ameaçou abandonar a partida.

No jogo seguinte, contra o americano Mardy Fish, o espanhol precisou injetar um anestésico no pé para conseguir jogar. Chegou a perder um set para o rival, mas confirmou a vitória. Mesmo com o resultado, Nadal enfrenta certa desconfiança da torcida por conta da lesão.

Ciente da dificuldade que terá ao enfrentar o favorito da casa, o espanhol afirmou que precisará ser agressivo para chegar a mais uma decisão de Grand Slam. "Neste momento só estou pensando na vitória. Tenho que aproveitar o momento e jogar de forma agressiva", pregou. "Só assim eu terei chance de chegar à final", disse Nadal, invicto há 19 jogos na grama inglesa.

Embalado por uma campanha consistente, Murray aposta na estratégia para surpreender seu algoz de 2010, justamente nas semifinais. "Tenho apenas que encontrar um bom plano de jogo. Algumas vezes a diferença é a estratégia, em outras é a experiência", disse o escocês, que soma três vice-campeonatos em torneios Grand Slam.

Se derrubar Nadal e chegar à mais uma final, Murray encerrará um jejum de 73 anos sem tenistas britânicos em finais em Wimbledon. O último finalista foi Bunny Austin, em 1938. "Não sei como será, como vou me sentir [se avançar]. Sei que é algo que tenho pensado bastante, que tem me levado a trabalhar duro", declarou.

Leia tudo sobre: rafael nadalatpwimbledon

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG