Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Nada de empate com gols, Falcão quer vitória do Inter no Uruguai

Treinador busca manter os 100% e não admite que o time gaúcho sofra pressão por jogar fora de casa

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

Esqueça aquela tese de que empate com gols fora de casa é um bom resultado em torneio de mata-mata. Ou então que perder por um gol de diferença desde que marque gols na casa do adversário trata-se de um resultado aceitável. Falcão, técnico do Inter, foi direto ao ponto quando perguntado qual seria um resultado aceitável na quinta-feira, contra o Peñarol, no Uruguai.

“A vitória! Não existe jogar em casa ou fora. Não podemos nos encolher. A nossa história nos obriga. Ambiente não muda nada. Tem televisão, internet, muitas câmeras. Na época que eu jogava era diferente. O ambiente não entra dentro de campo, o ambiente é lá em cima. Enfrentaremos um time de muita tradição, felizmente o clima não joga”, explicou.

Ele não quer saber de pressão da torcida, estádio cheio, intimidação. O Inter vai encarar um estádio Centenário com mais de 50 mil torcedores, mas Falcão espera que seu time conquiste importante vantagem já para a partida de volta.

“Pra mim é tudo igual. Não poso colocar na cabeça dos jogadores de que será uma partida diferente. O time tem que acreditar nele e saber da sua superioridade e da sua história”, explicou.

O retrospecto respalda o discurso de Falcão. Ele tem 100% de aproveitamento no Inter. Foram 3 jogos e 3 vitórias. Andrezinho será mais uma vez titular. O treinador decidiu que Oscar ficará no banco de reservas. O Inter terá Renan; Nei, Bolívar, Rodrigo e Kléber; Bolatti, Guiñazu, Andrezinho e D´Alessandro; Rafael Sobis e Leandro Damião. O jogo de volta, no Beira-Rio, será dia 4 de maio, uma quarta-feira.

null

Leia tudo sobre: InternacionalPaulo Roberto Falcão

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG