Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Na volta do dérbi, Ponte afunda o Guarani e iguala a líder Lusa

Ponte Preta põe fim a sequência de jogos ruins contra o adversário e consegue uma importante vitória

Gazeta Esportiva |

Futura Press
Torcedor ferido após briga e confusão com a polícia e torcedores da Ponte
Depois de passarem quase dois anos sem se enfrentar, Ponte Preta e Guarani voltaram a ficar frente a frente neste sábado, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Aproveitando o mando de campo e o melhor momento no Campeonato Brasileiro da Série B , a Ponte derrotou o grande rival por 2 a 0, manteve o Guarani na zona de rebaixamento , com nove pontos, e ainda igualou a pontuação (23) da líder Portuguesa , que possui um saldo de gols melhor.

Apesar da boa fase, a Ponte Preta entrou em campo com uma pequena sequência negativa contra o grande rival. Sem enfrentar o Guarani desde 26 de setembro de 2009 , o clube não derrotava o rival há três jogos, nos quais o alviverde havia obtido duas vitórias e um empate.

Tentando colocar fim a esta marca, a Ponte levou um susto logo no início do primeiro tempo, quando o Guarani quase abriu o placar em uma cabeçada do atacante Denilson no travessão. No entanto, a equipe alvinegra soube impor a sua melhor qualidade técnica e aproveitou oportunidade para abrir o placar com o atacante Ricardinho , que desviou cruzamento rasteiro de Ricardo Jesus .

Na etapa final o meia Renatinho fez grande jogada pela direita, bateu para o gol e, na sobra, o artilheiro Ricardo Jesus chegou ao seu décimo tento na competição, colocando números finais ao marcador.

Com a vitória a Ponte Preta diminuiu a desvantagem histórica no confronto contra o Guarani, chegando à sua 59ª vitória, contra 65 do Bugre e 61 empates. Além disso, a Ponte manteve uma invencibilidade de mais de três meses no Estádio Moisés Lucarelli, onde não é derrotada desde o último dia 31 de março. Já o técnico Giba, do Guarani, chegou à sua terceira derrota em três jogos no comando da equipe.

Na 12ª rodada da Série B o Guarani irá atuar mais uma vez como visitante, desta vez contra o ASA , na próxima sexta-feira, em Arapiraca. Já a Ponte Preta atuará no sábado, novamente em Campinas, contra o Bragantino .

O jogo - O Guarani começou a partida assustando os donos da casa. Logo aos oito minutos, o atacante Denilson recebeu bom cruzamento de João Paulo Gomes, cabeceou firme para o gol, só que a bola tocou no travessão e saiu por cima da meta da Macaca.

Aos poucos a Ponte Preta passou a ocupar mais os espaços no campo de defesa do Guarani e, assim, começou a ter espaço para finalizar para o gol. Os jogadores, no entanto, demonstravam falta de pontaria, como nos chutes sem perigo de Ricardinho e Renatinho.

A melhora da Macaca na partida foi premiada pouco depois com a abertura do placar. Aos 25 minutos, o artilheiro Ricardo Jesus dominou a bola perto da linha lateral direita e cruzou na medida para que Ricardinho, dentro da área, fizesse um leve desvio para colocar a bola no canto direito de Emerson, que não conseguiu evitar o gol.

Com a vantagem no placar, a Ponte Preta se acomodou em campo e não incomodou mais a defesa bugrina no primeiro tempo. Já o Guarani, que precisava reverter o placar para conseguir deixar a zona do rebaixamento, arriscou chutes de fora da área com Jefferson e Mika, mas nenhum deles chegou a assustar o goleiro Júlio César.

Provocações e incêndio marcam dérbi fora de campo

Na volta para o segundo tempo o técnico Giba tentou melhorar o poder de finalização do Guarani e colocou o experiente Geílson no lugar de Fernandão. No entanto, as esperanças bugrinas foram abaladas aos sete minutos, quando Renatinho fez linda jogada pela direita, invadiu a área e bateu para o gol. No rebote, o atacante Ricardo Jesus só rolou a bola para a meta livre e anotou o seu décimo gol na Série B, se isolando ainda mais na artilharia da competição.

Em seguida ao gol da Ponte Preta o Guarani chegou a balançar as redes, mas o tento de Mika foi anulado pelo árbitro Antônio Rogério do Prado, que viu falta de Jefferson antes da conclusão da jogada.

Até os minutos finais, o técnico Giba ainda realizou duas trocas ofensivas, colocando Fabinho Souza e Felipe. Aos 44 minutos, Fabinho Souza aproveitou desvio após cobrança de escanteio e cabeceou para os fundos das redes, mas o árbitro anulou mais um tento do Bugre, dando impedimento do jogador.

Leia tudo sobre: Série B 2011guaraniponte preta

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG