Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Na simulação eletrônica, Corinthians tropeça, mas amplia liderança com ajuda do São Paulo

Game ¿Fifa 2011¿ foi o responsável por prever os resultados da rodada. Cruzeiro parou no vascaíno Fernando Prass e ficou mais longe do título brasileiro

Francisco De Laurentiis, iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237860533618&_c_=MiGComponente_C

Prever o resultado de um jogo de futebol é impossível. Quando perguntada sobre o resultado de uma partida que vai acontecer, cada pessoa tem seu palpite, baseado na mais pura lógica, ou na total falta dela. Por isso, o iG resolveu fazer diferente: quem simulou os resultados dos jogos entre Corinthians e Vitória, São Paulo e Fluminense e Cruzeiro e Vasco foi uma máquina, totalmente imparcial. Mais especificamente um Playstation 3, a partir do game Fifa 2011, com a ajuda do Arena Turbo.

Assista aos melhores lances dos jogos simulados

Nas partidas simuladas pelo iG*, os resultados foram os seguintes: empate por 1 a 1 entre Corinthians e Vitória, triunfo do São Paulo por 1 a 0 sobre o Fluminense e igualdade sem gols entre Cruzeiro e Vasco (confira as fichas técnicas no final da matéria). De acordo com estes resultados, o time do Parque São Jorge chegou aos 64 pontos, abrindo dois de vantagem sobre o clube das Laranjeiras (62). Somando um ponto, a equipe mineira continua em terceiro lugar, a três pontos do Corinthians.

Nos jogos, as semelhanças com a realidade ficaram evidentes. Um Corinthians firme na defesa abriu o placar em um lance de contra-ataque finalizado por Ronaldo. Empurrado pela torcida, o aguerrido Vitória empatou e quase virou no calor de Salvador. No Morumbi, o São Paulo esbanjou profissionalismo e bateu um nervoso Fluminense, que errou demais. Já o Cruzeiro esbarrou em Fernando Prass e não saiu do zero com o Vasco. Resultados e lances totalmente verossímeis.

Se esses resultados vão acontecer, ninguém sabe. Isso o torcedor só descobrirá neste domingo (21), dia em que essas três partidas serão jogadas de verdade. Até lá, resta acreditar em previsões de astrólogos, videogames, animais profetas e pitaqueiros de plantão. Mas quem sabe não vale a pena fazer um jogo da Loteria Esportiva com os palpites do Playstation 3. De repente, as máquinas conseguem prever o futuro.

Confira um resumo do que aconteceu em cada partida:

Vitória 1 x 1 Corinthians

No Barradão, o time de Salvador queria escapar do perigo de rebaixamento e logo partiu para cima do Corinthians. Usando a velocidade de Henrique e a presença de área de Júnior, o Vitóra assustava o goleiro Júlio César. No meio-campo, os ferozes Bida e Ueliton (que saiu como melhor em campo, com nota 7,2) anulavam Jucilei, Elias e Danilo. Aos 22min, o clube baiano perdeu sua melhor chance: Henrique, livre, cabeceou por cima do gol.

O castigo veio em seguida, em contra-ataque característico do time de Tite. Ronaldo recebeu pelo alto de Ralf, invadiu a área e tocou na saída de Viáfara, abrindo o placar para o Corinthians aos 24 minutos do primeiro tempo. Festa da torcida corintiana, que também marcou presença no estádio e cantava de maneira alucinada. Ronaldo sairia com o melhor do Corinthians em campo, com nota 6,9.

Parecendo cansados com o calor de Salvador, os baianos se perderam em campo e passaram a abusar dos chutões, sem levar nenhum perigo à meta corintiana. Nos descontos do primeiro tempo, Jorge Henrique aproveitou brecha e quase ampliou para o Corinthians, mas Viáfara agarrou firme.

Na segunda etapa, o experiente treinador Antônio Lopes fez a alteração que iria mudar o jogo: sacou o inoperante Elkeson e colocou o meio-campista Renato aberto pela esquerda, aproveitando os espaços deixados por Alessandro. O Vitória cresceu. Retrancado, o Corinthians jogava apenas com Ronaldo à frente do meio-campo, chamando o adversário.

Depois de muita pressão e insistência, o time baiano foi premiado com o gol de empate: Renato tocou para Júnior e correu para a área. O atacante cruzou na cabeça do meio-campista, que ganhou pelo alto e tocou no contrapé de Júlio César. Festa do Vitória no Barradão, as 42 minutos do segundo tempo. Ainda deu tempo de Chicão salvar gol certo do time soteropolitano e segurar o empate corintiano.
 
FICHA TÉCNICA ¿ VITÓRIA 1 X 1 CORINTHIANS

Local: Estádio Manoel Barradas (Barradão), em Salvador-BA
Data: 21 de novembro de 2010, domingo
Horário: 17h (horário de Brasília)
Árbitro: Rodolfo Costinha
Cartões amarelos: Danilo, Roberto Carlos (Corinthians)

Gols:
VITÓRIA: Renato, aos 42 minutos do segundo tempo
CORINTHIANS: Ronaldo, aos 24 minutos do primeiro tempo

VITÓRIA: Viáfara; Rafael Granja, Gabriel Paulista, Anderson Martins e Neto Coruja; Ueliton, Bida (Vanderson), Ramon Menezes e Elkeson (Renato); Henrique (Kleber Pereira) e Júnior
Técnico: Antônio Lopes

CORINTHIANS: Júlio César; Alessandro, Chicão, William e Roberto Carlos; Ralf, Jucilei, Elias (Paulinho) e Danilo; Jorge Henrique (Defederico) e Ronaldo
Técnico: Tite

São Paulo 1 x 0 Fluminense

Desfalcado e cansado com a história de que iria entregar o jogo para tentar tirar o título do rival Corinthians, o São Paulo entrou em campo para ganhar no Morumbi. Apesar de uma pressão inicial do Fluminense, que entrou em campo com Emerson jogando no sacrifício, logo a zaga se acertou e o time paulista passou a controlar as ações. Em duas cabeçadas, uma de Miranda e outra de Alex Silva, o goleiro Ricardo Berna foi muito bem e salvou os cariocas.

Fred mostrava falta de ritmo de jogo. Aos 15min, teve chance de puxar bom contra-ataque, mas preferiu tocar de lado. Aos 19, o atacante foi de novo protagonista, dessa vez em um lance polêmico: ele recebeu de Conca, girou e marcou, mas o bandeira anulou o tento por impedimento. Novas reclamações aos 25min, quando Emerson roubou boa bola no ataque e ia saindo na cara do gol, mas o árbitro marcou a falta, revoltando o atacante.

O São Paulo se achou em campo e abriu o placar em bela jogada de ataque, aos 30min do primeiro tempo: Lucas Gaúcho, em boa atuação como pivô, achou Carlinhos Paraíba, que enfiou para Ilsinho. O lateral ajeitou o corpo e tocou de esquerda na saída de Berna, sem chances para o goleiro. Apesar dos pedidos para entregar o jogo, a torcida comemorou e os jogadores festejaram. E a primeira etapa ficou nisso. Ao final, os jogadores são-paulinos saíram vibrando, enquanto Emerson mostrou desânimo.

O segundo tempo foi feio. Um lance em especial marcou: o chute bisonho de Ilsinho, que mandou de fora da área direto para a lateral do outro lado do campo. Muricy Ramalho ficava cada vez mais irritado com as bolas prendidas por Deco, que perdia todas para um raçudo Alex Silva (melhor em campo, com nota 7,8). O meio-campista ainda tentou surpreender Rogério Ceni de fora da área, mas o goleiro foi bem. E a partida terminou mesmo no 1 a 0, com o brasileiro naturalizado português muito decepcionado após o apito final do árbitro Guilherme Santoso.

FICHA TÉCNICA ¿ SÃO PAULO 1 X 0 FLUMINENSE

Local: Estádio Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi), em São Paulo-SP
Data: 21 de novembro de 2010, domingo
Horário: 17h (horário de Brasília)
Árbitro: Guilherme Santoso

Gols:
SÃO PAULO: Ilsinho, aos 30 minutos do primeiro tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Ilsinho, Alex Silva, Miranda e Richarlyson; Casemiro (Jean), Carlinhos Paraíba (Jorge Wagner), Cléber Santana e Lucas (Wellington); Fernandão e Lucas Gaúcho
Técnico: Paulo César Carpegiani

FLUMINENSE: Ricardo Berna; Mariano, Gum, Leandro Euzébio e Carlinhos (Belletti); Fernando Bob (Diogo), Diguinho, Deco e Conca; Fred e Emerson (Washington)
Técnico: Muricy Ramalho

Cruzeiro 0 x 0 Vasco

Um jogo com vários acontecimentos inusitados: o árbitro Guilherme Santoso, que há pouco havia apitado São Paulo x Fluminense, pegou voo direto para Sete Lagoas e foi também o árbitro da partida, sabe-se lá por quê. Também causou estranhamento a presença de Carlos Alberto em campo pelo Vasco, em situação que atualmente só parece possível no videogame.

Em campo, o que se viu foi um jogo de ataque contra defesa no primeiro tempo. Ainda acreditando no título, o Cruzeiro partiu para cima na velocidade de Thiago Ribeiro. Em noite inspirada, Fernando Prass pegava tudo ¿ acabou como melhor em campo, com nota 7,4. Quando a bola passou pelo goleiro, uma única vez, Cesinha salvou gol certo em cima da linha.

A segunda etapa começou com tudo, e, logo aos 2min, Wellington Paulista carimbou a trave, na melhor chance mineira até então. Irritados, os cruzeirenses não conseguiam de maneira alguma furar o ferrolho montado pelo vascaíno PC Gusmão e começaram a desperdiçar muitas bolas.

Nesses lances perdidos, o Vasco ainda levou perigo duas vezes. Primeiro, Carlos Alberto recebeu cruzamento da esquerda e cabeceou na pequena área, por cima do gol. Depois, aos 41min, o ataque do time carioca armou boa jogada e Rafael Coelho mandou uma bomba de dentro da grande área. Fábio fez milagre e evitou um resultado (ainda) pior para o Cruzeiro. 0 a 0 na Arena do Jacaré.

FICHA TÉCNICA ¿ CRUZEIRO 0 X 0 VASCO

Local: Estádio Joaquim Henrique Nogueira (Arena do Jacaré), em Sete Lagoas-MG
Data: 21 de novembro de 2010, domingo
Horário: 19h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Guilherme Santoso
Cartões amarelos: Thiago Ribeiro (Cruzeiro)

CRUZEIRO: Fábio; Jonathan, Léo, Edcarlos e Gilberto; Marquinhos Paraná (Roger), Fabrício, Henrique e Montillo; Thiago Ribeiro (Robert) e Wellington Paulista (Farías)
Técnico: Cuca

VASCO: Fernando Prass; Irrazábal, Dedé, Cesinha e Carlinhos; Rafael Carioca, Rômulo (Fumagalli), Felipe e Carlos Alberto; Zé Roberto (Rafael Coelho) e Éder Luís
Técnico: PC Gusmão

*NOTA DA REDAÇÃO: O iG tentou ser o mais fiel possível às escalações, baseadas nos times que entraram em campo na 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. É provável que alguns jogadores que estiveram presentes no videogame não entrem em campo nos jogos de verdade, já que a simulação foi realizada na quarta-feira (17), e atletas como Alex Silva (São Paulo), Emerson (Fluminense) e Rafael Coelho (Vasco) tornaram-se dúvidas na quinta (18) e sexta (19).

Leia tudo sobre: campeonato brasileirocorinthianscruzeirofluminensesão paulovascovitória

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG