Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Na reserva, Marcos elogia Deola: "Seria injusto ele sair do time"

Ídolo palmeirense se recuperou, mas ficou no banco no jogo contra o Mirassol, neste domingo

Gazeta |

O goleiro Marcos está em uma situação incomum desde que assumiu a condição de ídolo do Palmeiras no fim dos anos 90: o banco de reservas. Na partida deste domingo contra o Mirassol, o arqueiro acompanhou as ações da beira do campo e encarou tudo com naturalidade, observando mais uma atuação segura de Deola.

"Fiquei muito tempo no banco do Sérgio e do Velloso, não tem problema, não acrescentaria nada a minha entrada agora. O Deola trabalhou muito para estar aí. Seria injusto eu jogar, o Deola está em um grande momento", afirmou o Santo do Palestra Itália, que deu muita força aos companheiros na vitória por 2 a 1.

Marcos não era relacionado no Palmeiras desde o dia 6 de fevereiro, no clássico contra o Corinthians. Durante mais de dois meses, o goleiro amargou problemas familiares e trabalhou para diminuir os incômodos no joelho esquerdo.

Para o técnico Luiz Felipe Scolari, a simples presença de Marcos ao lado do elenco é importante. O goleiro exerceu por muito tempo a função de capitão e pode passar a importância de defender um clube de expressão como o Palmeiras.

"O Marcos é importante mesmo fora de campo, tem uma liderança incomum, vai ter a sua participação na equipe", explicou o comandante alviverde.

Leia tudo sobre: palmeirasmarcosmirassolcampeonato paulista 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG